Leia também:
X Bolsonaro diz que pretende investir na educação básica

Haddad quer melhorar o controle interno das estatais

Intenção do candidato é combater a corrupção

Henrique Gimenes - 13/10/2018 14h36

O candidato do PT, Fernando Haddad Foto: Ricardo Stuckert

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, afirmou, neste sábado (13), que pretende melhorar o controle interno das empresas estatais como forma de combater a corrupção. Para ele, a medida irá “evitar erros que foram cometidos no passado”.

A declaração foi dada após um evento de campanha em São Paulo. O candidato falou sobre a época em que foi ministro da Educação e disse que não teve casos de corrupção em sua pasta.

– Todo dia eu faço uma crítica a algo que foi feito de forma equivocada, mostrando um caminho para superar. O ministério que eu comandei por seis anos tinha uma controladoria muito forte. Então não tivemos casos de corrupção no ministério que tinha R$100 milhões de orçamento, um dos maiores da República. Esse mesmo tipo de controle eu vou levar para as estatais – apontou.

Para o presidenciável, o problema foi a falta de controle nas empresas estatais. Ele também afirmou que, caso haja provas de que algum membro de seu partido, o PT, tenha cometido crime, deverá ir para a prisão.

– Faltou controle interno nas estatais, isso é claro. Os diretores ficaram soltos para promover a corrupção e se enriquecer pessoalmente (…) Se algum dirigente [do PT] cometeu erro, garantido o amplo direito de defesa, se concluir que enriqueceu, tem que ir pra cadeia. Com provas – explicou.

O petista também voltou a criticar seu adversário na disputa, Jair Bolsonaro (PSL), que pode não participar dos debates no segundo turno. De acordo com Fernando Haddad, a atitude é de alguém que não “tem proposta”.

– Quem não tem proposta, não tem o que debater. Lamento, porque alguém que queira presidir o país, tem de ter projeto para o país. Não pode passar incólume. Tem que passar pelo crivo do debate, do contraditório, inclusive para esclarecer o que ele vem dizendo, para pleitear a Presidência da República. Acho que não tem paralelo na história do Brasil alguém que chegou à Presidência sem participar de um debate – ressaltou.

Leia também1 Fernando Haddad quer zerar o desmatamento no Brasil
2 Haddad diz que não irá colocar um banqueiro na Fazenda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.