Leia também:
X Gilmar Mendes comenta ações da polícia em universidades

Haddad: “Bolsonaro estimula violentos a saírem do armário”

Para o candidato do PT, seu adversário possui uma "retórica de violência" e não um projeto de governo

Henrique Gimenes - 26/10/2018 17h29 | atualizado em 26/10/2018 18h06

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, disse, nesta sexta-feira (26), que seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), estimula “pessoas violentas a saírem do armário”. A declaração foi dada durante uma coletiva de imprensa em São Paulo.

– Ele estimula as milícias, os capangas, as pessoas violentas a saírem do armário, ele é a expressão da violência (…) É muito comum na história dos povos que um covarde seja o agente da violência social. Em geral, são pequenos homens que estimulam a violência, até em função dos seus problemas psicológico – apontou.

De acordo com o presidenciável, é perigoso que pessoas como seu adversário cheguem ao poder. Ele considera ainda que Bolsonaro possui uma “retórica de violência” e não um projeto de governo.

– Por isso que os pequenos homens com problemas psicológicos são tratados respeitosamente, mas não chegam ao poder, porque são perigosos no poder. Não são perigosos fora do poder (…) A gente sabe como essa retórica da violência começa, mas a gente não sabe até onde vai. Nós precisamos cortar esse mal pela raiz – disse.

Durante a coletiva, o petista voltou a reconhecer os erros que o partido cometeu, mas disse que os governos do PT foram responsáveis por mudar metade da vida da população brasileira.

– Eu represento um projeto que tem muito mais acertos do que erros. Mudou a vida de metade da população brasileira. E os erros eu estou aqui assumindo e disposto a corrigir – explicou.

Leia também1 Haddad diz que irá fazer uma reforma bancária se for eleito
2 Haddad diz que estratégia de Jair Bolsonaro é fugir

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.