Leia também:
X Michel Temer diz que ataque a Bolsonaro é “lamentável”

Esfaqueador de Bolsonaro diz que cumpria ordem de Deus

Candidato do PSL foi atingido no abdômen e precisou passar por cirurgia

Henrique Gimenes - 06/09/2018 18h29 | atualizado em 06/09/2018 19h06

Adelio Bispo de Oliveira Foto: Reprodução

Apontado como o responsável pela facada no abdômen de Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República pelo PSL, Adelio Bispo de Oliveira disse, no momento em que estava sendo conduzido por policiais, que o ataque foi uma “ordem de Deus”. As informações foram dadas pela Revista Piauí e constam no Boletim de ocorrência.

De acordo com a publicação, o presidente da Federação dos Agentes da Polícia Federal (Fenapef), Luis Boundens, informou que o homem disse aos agentes que o prenderam que estava cumprindo uma missão divina.

Boletim de ocorrência Foto: Reprodução/Polícia Civil de Minas Gerais

Adelio foi preso após o ataque e quase foi linchado por populares. O homem também já foi filiado ao PSOL entre 2007 e 2014, mas pediu para sair da legenda.

Jair Bolsonaro estava fazendo campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais, quando foi esfaqueado no abdômen. Ele foi levado ao hospital e precisou passar por uma operação. O ataque aconteceu enquanto o candidato estava nos ombros de seus apoiadores.

Faca que teria sido utilizada no ataque Foto: Reprodução

Leia também1 Flávio Bolsonaro após ataque ao pai: "Nos dará mais força"
2 Bolsonaro é atacado durante evento e vai para UTI

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.