Leia também:
X Pacheco se reúne com ministros do STF após manifestações

DPU quer presas do semiaberto soltas e manifestantes detidas

Quatrocentas mulheres podem responder pelo crime de terrorismo

Leiliane Lopes - 12/01/2023 20h20 | atualizado em 13/01/2023 10h38

Manifestantes durante invasão ao Planalto Foto: EFE/ Andre Borges

Um pedido enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), pela Defensoria Pública da União (DPU) e pela Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF), requer a soltura de 120 presas do regime semiaberto para dar lugar na prisão a 400 manifestantes que foram presas por estarem na Praça dos Três Poderes no último domingo (8).

As apenadas que estão presas por diferentes crimes seriam colocadas em liberdade com monitoramento feito por tornozeleiras eletrônicas. Em seus lugares, ficariam as acusadas de “terrorismo”.

Até o momento, os manifestantes presos na capital federal não passaram por audiência de custódia. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) criou uma força-tarefa com 24 juízes federais e 37 defensores públicos para atuar no caso.

Leia também1 Pacheco se reúne com ministros do STF após manifestações
2 PL acredita que vão usar minuta para tornar Bolsonaro inelegível
3 PGR pede ao STF abertura de três inquéritos sobre os protestos
4 Homem fala sobre Constituição: "Salvei e levantei como Rei Leão"
5 Haddad não garante salário mínimo de R$ 1.320 em 2023

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.