Leia também:
X Tabata Amaral: ‘Já que vamos ter Lula, que seja com um vice como Alckmin’

Desembargadora acena para Bolsonaro em sessão do TRF-1

Magistrados riram da "brincadeira" da colega

Monique Mello - 09/03/2022 17h53 | atualizado em 09/03/2022 18h08

Sessão da Corte Especial Foto: YouTube/CORTE ESPECIAL TRF1

A desembargadora Ângela Maria Catão Alves, corregedora do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, citou o presidente Jair Bolsonaro em tom de “campanha eleitoral” durante uma sessão da Corte Especial transmitida pelo YouTube.

Na sessão de julgamentos, enquanto os magistrados enfrentavam uma certa dificuldade em relação ao registro de seus votos no sistema, Ângela, em um tom jocoso, proferiu: “Deixa pra votar no Bolsonaro”.

O desembargador Néviton Guedes seguiu o tom de brincadeira.

– Campanha eleitoral aqui. Eu sou suplente, mas tem um juíz eleitoral aí – disse o magistrado.

Não é a primeira vez que Ângela Catão demonstrou ser bolsonarista de carteirinha. Em 2018, a magistrada teria comparecido ao trabalho usando uma camiseta estampada com uma foto de Bolsonaro, que era candidato, naquele momento.

Ao ser questionada sobre o quão inapropriada seria a atitude, Ângela disse que “inapropriado é votar em bandido”. Ela chegou a ser alvo de procedimento no Conselho Nacional de Justiça, mas o pedido de providências contra a magistrada foi arquivado em dezembro daquele mesmo ano.

Leia também1 Moraes envia ao TSE inquérito de 'dados vazados' por Bolsonaro
2 Tabata Amaral: 'Já que vamos ter Lula, que seja com um vice como Alckmin'
3 Para Miriam Leitão, não aumentar preço dos combustíveis piora injustiça social
4 Mulher não precisa que marido autorize laqueadura, diz Câmara
5 Mourão: Eventual rejeição de militares a Lula é 'desproposital'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.