Leia também:
X Para ministros do STF, relatório da CPI é ‘fraco’, diz colunista

Defesa de Zé Trovão recorre a Moraes e pede liberdade

Caminhoneiro se entregou à Polícia Federal

Gabriela Doria - 27/10/2021 17h50 | atualizado em 27/10/2021 18h12

Zé Trovão se entregou à Polícia Federal nesta terça-feira (26) Foto: Reprodução/YouTube/Zé Trovão

Os advogados do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, informaram nesta quarta-feira (27) que entraram com um pedido de liberdade para o motorista. Segundo a defesa, foi realizada uma audiência de custódia no início desta tarde por meio de videoconferência.

– A defesa informa que já protocolizou pedido de liberdade e aguarda um pronunciamento do ministro Alexandre de Moraes para os próximos dias – diz nota dos advogados.

De acordo com os representantes do caminhoneiro, Zé Trovão foi ouvido na audiência e ficou acordado que a defesa entraria com um pedido de liberdade. A solicitação será avaliada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e, em seguida, pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), que dará sua decisão.

Zé Trovão se entregou à Polícia Federal em Joinville, Santa Catarina, nesta terça-feira (26). Ele estava foragido há quase dois meses – período em que ficou escondido no México.

O caminhoneiro é investigado no inquérito que apura a organização de atos supostamente antidemocráticos.

Leia também1 Zé Trovão retorna ao Brasil e se entrega à PF: "Foi pelo Brasil"
2 Polícia Federal confirma prisão do caminhoneiro Zé Trovão
3 Supremo forma maioria para negar habeas corpus a Zé Trovão
4 Zé Trovão mantém críticas a Moraes: "Não retiro o que disse"
5 Para ministros do STF, relatório da CPI é 'fraco', diz colunista

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.