Leia também:
X Deputado e pastor, João Isidório Filho morre afogado aos 29 anos

Defesa de Adélio é bancada por ‘amor ao próximo’, diz advogado

Financiador é ligado ao réu religiosamente

Monique Mello - 12/11/2021 13h31 | atualizado em 12/11/2021 14h20

Adélio Bispo é autor do atentado a Bolsonaro em 2018 Foto: Reprodução/Print de vídeo do depoimento de Adélio Bispo

Pedro Possa, um dos advogados de Adélio Bispo, autor da facada em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, contou que o financiador da defesa de Adélio o faz por “amor ao próximo”. De acordo com Possa, o benfeitor pediu para ser mantido em anonimato.

– É uma pessoa ligada a ele [Adélio] religiosamente. Eu não sei a identidade dela. Só o doutor Zanone [Muriel, que está à frente da defesa do caso] que sabe, teve contato com ela. Mas não há mandante, um financiador, ninguém que tinha conhecimento prévio dessa ação perpetrada pelo Adélio. Somente ao saber da facada é que ele se dispôs a ajudá-lo, por uma questão de amor ao próximo, vamos assim dizer – disse o advogado em entrevista ao Uol News, nesta sexta-feira (12).

Quanto ao anonimato, o advogado disse que a pessoa tem medo de sofrer represálias por parte de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

– Foi celebrado no contrato entre ambos, o doutor Zanone e essa pessoa, de que a identidade dela não seria revelada exatamente para poupá-la, tanto de sofrimento, ameaça, o que quer que seja – disse Pedro Possa.

O caso da facada voltou à tona no início deste mês, quando a segunda seção do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, derrubou restrições que impediam a continuidade das investigações.

A disputa judicial está na autorização, dada em primeira instância, cassada por liminar em segunda instância e, agora, restabelecida pelos desembargadores em colegiado, da quebra do sigilo bancário de Zanone Manuel de Oliveira Júnior, advogado de Adélio.

Leia também1 'Agora vai', diz Bolsonaro sobre investigação no caso da facada
2 "Espero que a Covid não mate o Adélio", afirma Bolsonaro
3 Movimentos desistem de manifestações contra Bolsonaro
4 Vox Populi, que já recebeu propina, dá vitória a Lula em 22
5 Bolsonaro ironiza jornalistas que querem aumento: "Fica em casa"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.