Leia também:
X STF: Se Mendonça for rejeitado, senadores vão dar “escolha” a Bolsonaro

Conta de Bolsonaro no YouTube poderá sofrer suspensão

A plataforma deverá decidir até esta terça-feira

Monique Mello - 25/10/2021 17h11 | atualizado em 25/10/2021 17h44

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

A conta do presidente Jair Bolsonaro no Youtube será suspensa por uma semana, caso a plataforma decida acompanhar o Facebook e o Instagram, removendo a live da última quinta-feira (21).

Durante esse período, o chefe do Executivo ficaria proibido de publicar qualquer material em seu canal. A sanção ocorrerá se o YouTube remover um vídeo por considerar que houve infração das regras da plataforma. A perda do canal só ocorre com três infrações do tipo.

Neste domingo (24), o Facebook e o Instagram retiraram do ar a live na qual o presidente havia divulgado uma notícia que associava a vacina contra a Covid-19 à Aids, doença transmitida pelo vírus HIV.

A repercussão da polêmica transmissão foi além. Senadores de oposição, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, querem que o STF inclua a referida live do presidente no inquérito das fake news. Além disso, o vice-presidente da Comissão, Randolfe Rodrigues, disse que pedirá o banimento de Bolsonaro das redes sociais.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afirmou nesta segunda-feira (25) que o presidente Jair Bolsonaro irá “pagar” por ter relacionado vacinas contra Covid-19 à Aids, caso a fala dele não tenha base científica.

Lira afirmou que esse é “mais um motivo para acelerar na Câmara o grupo que trata de gestão dos meios eletrônicos com relação a fake news”.

Leia também1 Facebook e Instagram derrubam live de Bolsonaro sobre vacina
2 Randolfe chama Bolsonaro de 'delinquente' e diz que irá ao STF
3 Bolsonaro diz que privatização da Petrobras "entrou no radar"
4 STF: Se Mendonça for rejeitado, senadores vão dar "escolha" a Bolsonaro
5 "A paciência do povo se esgotou", diz Bolsonaro sobre combustível

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.