Leia também:
X Governo quer remover postagem sem que haja ordem judicial

“Colômbia” mandou matar Dom e Bruno, conclui Polícia Federal

O traficante foi um dos primeiros suspeitos pelo crime

Leiliane Lopes - 23/01/2023 19h24 | atualizado em 24/01/2023 10h22

Jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira Foto: Arquivo pessoal/Twitter e Daniel Marenco/Agência O Globo

Para a Polícia Federal não há dúvidas de que as mortes do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips foram encomendadas por Rubens Villar Coelho, mais conhecido como Colômbia.

O crime ocorrido em junho de 2022 no Vale do Javari, no Amazonas, está praticamente solucionado. A PF conseguiu provas de que o suspeito estava envolvido no crime.

– Não tenho dúvida que o mandante foi o Colômbia. Temos provas que ele fornecia as munições para o Jefferson e o Amarildo, as mesmas encontradas no caso. Ele pagou o advogado inicial de defesa do Amarildo – declarou o superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Alexandre Fontes.

Em coletiva de imprensa, o policial declarou ainda que um novo nome foi indiciado por participação no caso.

– Foi encaminhado um relatório à Justiça federal com mais seis indiciamentos. Tínhamos anteriormente três nomes. Identificamos o irmão do Amarildo, ele forneceu a arma de fogo para o Amarildo. Ele vai responder por partícipe do homicídio.

Colômbia foi preso em flagrante em julho do ano passado por uso de documentos falsos quando foi ouvido pela polícia sobre o crime. Após pagar fiança de R$ 15 mil, o homem foi solto, cumprindo prisão domiciliar. Mas por não respeitar a condição, foi preso novamente.

Também são investigados Amarildo da Costa, Oseney da Costa e Jefferson da Silva Lima.

Leia também1 Governo quer remover postagem sem que haja ordem judicial
2 Secom cria departamento para "enfrentar a desinformação"
3 Spotify anuncia a demissão de 600 trabalhadores
4 Justiça ordena que YouTube siga com vídeos da Jovem Pan no ar
5 Detido há dois meses, Gabriel Monteiro está em cela separada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.