Leia também:
X Alckmin diz que deve deixar o PSDB “nas próximas semanas”

#CNNLixo viraliza após repórter chamar desfile de ‘assustador’

Desfile militar foi repercutido de forma negativa pela emissora

Monique Mello - 10/08/2021 12h38 | atualizado em 10/08/2021 13h28

Fernando Molica diz que desfile militar é “assustador” Foto: Reprodução

O desfile de veículos blindados e armamentos integrantes da Operação Formosa pelas ruas de Brasília, na manhã desta terça-feira (10), está gerando as mais diversas opiniões e reações. Entre os que apoiam e os que repudiam o evento, está o jornalista Fernando Molica, que se diz “assustado” com o “comboio militar”.

No quadro Liberdade de Opinião, da CNN Brasil, ao falar do desfile, o comentarista duvidou de que tenha se tratado de uma coincidência o fato de o mesmo ser realizado no mesmo dia da votação Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o voto impresso auditável.

– Não é coincidência. Na semana passada, cheguei a conversar com oficiais da Marinha que falaram dessa operação, que ocorre desde 1988, mas não houve nada sobre comboio militar. Ontem mesmo conversei com um oficial que me disse que foi surpreendido com essa decisão e é muito grave o que está acontecendo hoje – afirmou Molica.

Antes, o comentarista abriu sua entrada ao vivo dizendo que estava “sob impacto das imagens de tanques na Esplanada dos Ministérios”.

– […] É assustador – declarou.


Os internautas, sempre engajados, não perdoaram, fazendo com que a hastag #CNNlixo ficasse entre os assuntos mais comentados do Twitter durante a manhã e o início da tarde de hoje.

Leia também1 Partidos acusam desfile de 'constrangimento ao Congresso'
2 Blindados militares realizam desfile pelas ruas de Brasília
3 Aziz critica Jair Bolsonaro após desfile: “Ameaça de um fraco”
4 Petistas jogam bomba de fumaça em militares durante desfile
5 CPI quer enquadrar Bolsonaro em crime de responsabilidade

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.