Viúva da Mega-Sena tem novo pedido de liberdade anulado

Adriana Ferreira Almeida planejou a morte do ex-lavrador René Senna

Rafael Ramos - 14/01/2020 13h47

Viúva da Mega-Sena cumpre pena em presídio no Rio de Janeiro Foto: Reprodução

Condenada a 20 anos por planejar a morte do ex-marido, o ganhador da Mega-Sena René Senna, a ex-cabeleireira Adriana Ferreira Almeida teve um novo pedido de liberdade negado pela Justiça do Rio de Janeiro. Conhecida como a Viúva da Mega-Sena, ela tentou substituir a prisão preventiva por medidas cautelares.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) explicou que a ex-cabeleireira já havia conseguido esse benefício depois de seu segundo julgamento. Entretanto, Adriana Ferreira ficou foragida após uma decisão que determinava que ela voltasse para a prisão.

A acusada tentou se beneficiar do novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre prisões após condenação em segunda instância. Adriana Ferreira Almeida tramou o assassinato de Renné após ele decidir excluí-la do testamento por ter descoberto que estava sendo traído. O ex-lavrador foi executado, em 2007, por dois homens contratados pela mulher.

LEIA TAMBÉM+ Ludmilla repudia sua imagem em malote de maconha
+ Mãe de Isis Valverde fala sobre a perda do marido
+ Sob Bolsonaro, assassinatos de trans e travestis reduzem 24%


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo