Leia também:
X Do hospital, Bolsonaro se diz ‘combatendo o bom combate’

Vale soube de problemas dois dias antes da tragédia

Empresa detectou alterações nos dados de sensores que monitoravam a barragem, apontam emails

Jade Nunes - 07/02/2019 10h25 | atualizado em 07/02/2019 10h50

A mineradora Vale havia identificado problemas nos dados de sensores responsáveis por monitorar a barragem de Brumadinho dois dias antes da tragédia. É o que mostram emails trocados entre profissionais da Vale e de outras duas empresas da área de segurança. As informações são do portal G1.

Os documentos foram identificados pela Polícia Federal. Em depoimento, o engenheiro da empresa TÜV SÜD, Makoto Namba, um dos responsáveis por laudos de estabilidade da barragem, disse que não sabia das alterações dos dados.

Segundo o delegado, o conteúdo das mensagens “diz respeito a dados discrepantes obtidos através da leitura dos instrumentos automatizados (piezômetros) no dia 10/01/2019, instalados na barragem B1 do CCF, bem como acerca do não funcionamento de 5 (cinco) piezômetros automatizados”.

Depois que os emails foram lidos para Namba, o delegado o questionou sobre “qual seria sua providência, caso seu filho estivesse trabalhando no local da barragem”.

Namba disse que, “após a confirmação das leituras, ligaria imediatamente para seu filho para que evacuasse do local, bem como ligaria para o setor de emergência da Vale, responsável pelo acionamento do PAEBM [Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração], para as providências cabíveis”.

Ele também relatou que se sentiu pressionado por um funcionário da Vale, chamado Alexandre Campanha, para assinar a declaração de estabilidade. Namba afirmou à PF ter respondido que a companhia assinaria o laudo se a Vale adotasse as recomendações indicadas na revisão periódica de junho de 2018, mas acabou assinando o documento de qualquer forma. A TÜV SÜD teria ficado com medo de perder o contrato.

Leia também1 MG: Reabertura do Instituto Inhotim acontece no sábado
2 Voluntários não param de ajudar em Brumadinho
3 Brumadinho: Sirenes intactas contrariam discurso da Vale

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.