Leia também:
X Pacheco diz que meta de vacinar 1 milhão por dia é possível

MG: Vacinas apreendidas serão enviadas ao Ministério da Saúde

A determinação é da Justiça Federal

Pierre Borges - 26/03/2021 13h50 | atualizado em 26/03/2021 14h30

Policiais federais realizam operação em garagem de empresa de ônibus em BH Foto: Divulgação

A Justiça Federal determinou, há pouco, que as vacinas que forem encontradas na Operação Camarote sejam entregues ao Ministério da Saúde. A operação, realizada nesta sexta-feira (26) em Belo Horizonte, investiga empresários do setor do transporte acusados de serem vacinados ilegalmente contra a Covid-19.

– A gravíssima pandemia que assola o mundo todo e o Brasil de forma mais severa, ceifando centenas de milhares de vidas em nosso país, se apresenta como uma guerra, e uma guerra só se vence com esforço e sacrifício coletivos. E é justamente diante de uma situação como essa que deve imperar o espírito de solidariedade, de auxílio mútuo, não se admitindo que cidadãos se coloquem em posição privilegiada – diz a decisão do juiz responsável, atendendo a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), que também investiga o caso.

Ao todo, a polícia já cumpriu seis mandados de busca e apreensão em endereços ligados à Viação Saritur. Um vídeo mostra pessoas sendo vacinadas na noite de terça-feira (23), na garagem da empresa mineira. O vaivém ocorreu após as 20h, quando já estava em vigor o toque de recolher determinado pela Prefeitura.

Leia também1 Após denúncia, PF faz operação contra vacinação de empresários
2 Pacheco diz que meta de vacinar 1 milhão por dia é possível
3 Onyx critica lockdown: Animais podem transportar o vírus
4 Presidente Bolsonaro discursa em 30º aniversário do Mercosul
5 Butanvac pode ser aplicada em julho, se testes correrem bem

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.