Leia também:
X Deputado Luis Miranda promete ‘revelar’ a verdade na sexta-feira

Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 67,2 milhões

Total de pessoas que recebeu a primeira dose representa 31,74% da população do país

Pleno.News - 23/06/2021 21h48 | atualizado em 24/06/2021 11h38

Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 67,2 milhões Foto: EFE/Bienvenido Velasco

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose de vacina contra a covid-19 no Brasil chegou, nesta quarta-feira (23), a 67.205 588, o equivalente a 31,74% da população total. Nas últimas 24 horas, 1,5 milhão de pessoas receberam a primeira dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 estados e do Distrito Federal

Entre os mais de 67 milhões de vacinados, 24,6 milhões receberam a segunda dose, o que representa 11,64% da população com a imunização completa contra o novo coronavírus. Nas últimas 24 horas, 132.448 pessoas receberam essa dose de reforço. Somando as vacinas de primeira e segunda dose aplicadas, o Brasil administrou 1,68 milhão de doses nesta quarta-feira.

Em termos proporcionais, o Mato Grosso do Sul é o estado que mais vacinou sua população até aqui: 38,66% dos habitantes receberam ao menos a primeira dose de imunizante. A porcentagem mais baixa é encontrada no Amapá, onde 20,44% receberam a vacina.

Em números absolutos, o maior número de vacinados com a primeira dose permanece em São Paulo (16,7 milhões), seguido por Minas Gerais (6,6 milhões) e pela Bahia (4,61 milhões).

*AE

Leia também1 Deputado Luis Miranda promete 'revelar' a verdade na sexta-feira
2 Israel vê alta de casos com variante indiana e teme 2ª onda
3 Renan diz que fala de ministro é "criminosa" e quer Onyx na CPI
4 'Não mandei explodir nada sobre a Covaxin', afirma Lira
5 TCE de SP contraria parecer do MP e aprova contas de Doria

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.