CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fachin ordena que Caixa libere empréstimo ao Piauí

Vacinação contra vírus da gripe começa nesta segunda

Meta é imunizar 54 milhões de pessoas em todo o país

Gabriela Doria - 20/04/2018 15h54 | atualizado em 20/04/2018 16h46

Mutirão de vacinação acontecerá a partir desta segunda-feira Foto: Semcom/Altemar Alcantara

A partir desta segunda-feira (23), postos de saúde de todo o país vão dar início à vacinação contra o vírus da gripe. Inicialmente, serão imunizadas pessoas com mais de 60 anos, crianças entre 6 meses e menos de 5 anos, pacientes com doenças crônicas, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). A campanha vai até o dia 1º de junho e tem como meta imunizar 54,4 milhões de pessoas.

O mutirão também terá como foco professores das redes pública e privada, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, profissionais do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade. Neste ano, a vacina protege contra o H1N1, influenza B e o H3N2. Este último causou aumento significativo de casos e mortes relacionadas à doença no Hemisfério Norte.

A recomendação do Ministério da Saúde é de que as pessoas procurem os postos dentro do prazo, não só para evitar a doença, mas porque a campanha não será prorrogada. É necessário um prazo de 15 dias para garantir a proteção contra o vírus.

Reações adversas são consideradas raras, mas podem ocorrer casos de vermelhidão e endurecimento do local onde a injeção foi aplicada. A vacina não deve ser tomada por pessoas com alergia grave relacionada ao ovo de galinha.

O dia D da campanha será realizado no dia 12 de maio, quando 65 mil postos de vacinação do Brasil estarão abertos, dos quais 28 mil serão volantes.

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, afirmou que a maior preocupação da campanha, neste ano, é garantir cobertura vacinal semelhante em todos os grupos considerados prioritários. Occhi observou que, embora a cobertura no ano passado tenha sido de 88%, em algumas populações ela esteve abaixo do que seria considerado ideal. Foi o caso, por exemplo, das crianças entre 6 meses e 5 anos. No ano passado, 77% das crianças nessa faixa etária foram imunizadas.

*Com informações da Agência Estadão

Leia também1 Governo anuncia campanha de vacinação contra a gripe
2 Entidade sugere segunda dose da vacina de febre amarela
3 Número de mortos por febre amarela chega a 328 no Brasil