Leia também:
X Ciro Gomes é intimado pelo TSE por causa de multa eleitoral

Twitter derruba perfis que vendiam remédios abortivos

Medida atendeu a um pedido do Ministério Público Federal

Henrique Gimenes - 16/08/2022 18h00 | atualizado em 16/08/2022 18h36

Twitter derruba perfis que vendiam remédios abortivos Foto: Pixabay

O Twitter decidiu suspender seis contas na plataforma que promoviam a venda ilegal de medicamentos abortivos. A medida atendeu a um pedido feito pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com o MP, o caso veio à tona após uma denúncia feita em abril revelar a existência dos perfis e ainda uma rede de apoio para a prática de abortos no país.

Ao decidir suspender as contas, o Twitter explicou que os perfis violavam os termos de serviço da plataforma, assim como as regras e as políticas da empresa.

Em nota, o MPF explicou que a “venda de medicamentos online é uma atividade permitida exclusivamente a farmácias e drogarias e somente com a devida licença sanitária e autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo proibida a comercialização de medicamentos sujeitos a controle especial”.

Leia também1 Prestes a se 'encontrarem', Lula diz que Bolsonaro está 'possuído'
2 STF envia pedido para travar arquivamentos sobre Bolsonaro
3 PF faz operação contra ataques hackers a sites do governo
4 Apresentador Gilberto Barros é condenado por homofobia
5 Justiça solta um dos principais chefes do tráfico do Rio

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.