CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Sobrevivente de tragédia da Chape morre após infarto

Trem avançou sinal vermelho antes de acidente no RJ

Colisão deixou um morto e oito feridos em fevereiro

Jade Nunes - 27/03/2019 07h29 | atualizado em 27/03/2019 10h07

Maquinista foi resgatado por bombeiros, mas não resistiu Foto: Agência Brasil/Tânia Rêgo

O acidente de trem do dia 27 de fevereiro aconteceu, em parte, porque uma das composições avançou o sinal vermelho.

A informação integra o levantamento que está sendo feito pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes (Agetransp), órgão responsável pela investigação da causa do acidente, que deixou um morto e oito feridos.

O fato sozinho, no entanto, não seria suficiente para causar a batida. A agência considera a hipótese de uma combinação de duas ou três causas.

São elas: falha humana (erro de alguém), falha mecânica (não funcionamento do ATP, sistema que avisa a presença de um obstáculo à frente e que ajuda a parar a composição); e falha de comunicação (que inclui ações do centro de controle de operações de tráfego, encarregado de informar, por exemplo, sobre a presença de composições na mesma linha).

Os trens envolvidos no acidente haviam saído da Central do Brasil com destino a Deodoro. Um estava estacionado com passageiros na estação São Cristóvão e aguardava ordem para partir. O outro seguia vazio para Deodoro e acabou colidindo com a parte traseira do primeiro.

As autoridades ainda não estipularam uma data para a conclusão da investigação.

Leia também1 RJ: Sergio Cabral admite que recebeu propina de cervejaria
2 Doria: "Bolsonaro disse que Lei Rouanet vai continuar"
3 Mulher reage a roubo e bate em ladrão com guarda-chuva


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo