Leia também:
X Itamaraty se pronuncia e pede reconhecimento de Guaidó

Tragédia em Brumadinho completa um mês. Relembre!

População da cidade mineira ainda tenta reconstruir a vida em meio ao que sobrou do desastre

Rafael Ramos - 25/02/2019 06h10 | atualizado em 25/02/2019 09h17

A tragédia que mudou drasticamente a rotina dos moradores de Brumadinho completa um mês nesta segunda-feira (25). Até o momento, 179 mortos já foram identificados e o número tende a aumentar, visto que as buscas continuam. Se nos primeiros dias, a esperança era de encontrar sobreviventes, agora, as equipes tentam ao menos dar às famílias a chance de enterrar seus mortos.

A equipe do Pleno.News esteve por quase uma semana na cidade e pôde ver de perto a situação do local onde antes funcionava uma das mineradoras da Vale. Pessoas que moravam no Córrego do Feijão, região mais atingida pelo desastre, perderam casas, familiares e sonhos. Agora, a população, com a ajuda de voluntários em diferentes áreas, tenta recomeçar.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil têm se empenhado dia após dia nas buscas. Entretanto, eles também precisam ter cuidado consigo mesmo visto os altos riscos de contaminação pelos metais presentes nos rejeitos e também pela contaminação cadavérica. De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, os socorristas receberão acompanhamento durante 20 anos. Cerca de mil profissionais, entre bombeiros, agentes da Defesa Civil, do Ibama e da Força Nacional têm atuado nas buscas.

Leia também1 Relembre cinco tragédias que poderiam ter sido evitadas
2 Quem são os bravos heróis da tragédia de Brumadinho?
3 Brumadinho: Sobe para 177 o número de mortos na tragédia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.