Leia também:
X Amigos e famosos vão ao velório do jornalista Arnaldo Jabor

Tragédia! Confira imagens de Petrópolis após fortes chuvas

Governador do Rio classificou o cenário como "situação quase de guerra"

Monique Mello - 16/02/2022 13h40 | atualizado em 17/02/2022 07h57

Pelo menos 104 pessoas morreram em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, após deslizamentos e alagamentos causados pelas fortes chuvas que atingiram a cidade na tarde dessa terça-feira (15), conforme a Defesa Civil da cidade fluminense.

Casas foram destruídas e carros foram arrastados pela água no município. Vários pontos do centro da cidade estão bloqueados e as aulas da rede pública foram suspensas. De acordo com orientações da prefeitura, os moradores devem evitar sair de casa.

Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro, descreveu o cenário como uma “situação quase que de guerra”. Ele se encontra no Morro da Oficina, em Petrópolis, o local onde houve mais deslizamentos e vítimas e onde estão concentrados os esforços de resgate.

Ao todo, segundo a Defesa Civil do estado, foram registrados 104 mortos em contagem feita até as 6h desta quinta-feira (17). Pelo menos 24 pessoas foram resgatadas com vida.

– Toda a nossa equipe está mobilizada: Corpo de Bombeiros, secretarias e demais órgãos do estado – afirmou o governador.

– Atuamos no resgate e salvamento de vítimas, desobstruindo estradas, atendendo pessoas que perderam seus bens, com medicamentos e remoções, entre outras ações – completou.

O secretário de Estado de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro, falou sobre o trabalho de resgate.

– Há uma grande equipe concentrada no Morro da Oficina, onde acreditamos ter o maior número de vítimas ainda soterradas. Estamos com 400 militares mobilizados e atuando em 44 pontos atingidos pelo temporal. Montamos um hospital de campanha com 10 leitos, onde as vítimas recebem o primeiro atendimento.

Em atualização do boletim meteorológico, a Defesa Civil informou que ainda há previsão de chuva fraca a moderada a qualquer momento no município. A Defesa Civil reforça que a cidade segue em Estágio Operacional de Crise e orienta que a população fique atenta aos informes e alertas que podem ser atualizados a qualquer momento. Em caso de emergência, as pessoas devem ligar para o 199.

Leia também1 Petrópolis: Em apenas 3 horas, chuva superou média para o mês
2 Marinho afirma que Bolsonaro irá a Petrópolis na sexta-feira
3 Pandemia: Média de casos de Covid-19 tem queda no Brasil
4 Centenas de pássaros caem mortos sobre casas no México

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.