Leia também:
X Jair Bolsonaro pede que filho de Renan Calheiros seja investigado

Todos os assessores de Jairinho são exonerados da Câmara

Medida segue o Regimento Interno da casa legislativa do Rio

Thamirys Andrade - 07/05/2021 11h03 | atualizado em 07/05/2021 11h55

Jairinho foi denunciado por homicídio triplamente qualificado no caso Henry Borel Foto: Divulgação/CMRJ/Renan Olaz

Nesta sexta-feira (7), o Diário Oficial da Câmara do Rio publicou a exoneração de todos os 20 funcionários do gabinete do vereador Dr. Jairinho (sem partido), acusado de assassinar o menino Henry Borel, de 4 anos.

A medida passa a valer a partir deste sábado (8) e segue o 14° artigo do Regimento Interno da casa legislativa do Rio. No documento, está previsto que a partir do 31º dia de prisão do parlamentar, todos os direitos referentes ao seu gabinete ficam suspensos.

O Conselho de Ética da casa avalia ainda um processo disciplinar que deve resultar na perda de mandato do vereador. No dia 8 de abril, data em que foi preso, o parlamentar teve seu salário suspenso.

Jairinho foi denunciado por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, tortura e impossibilidade de defesa da vítima), com aumento de pena por se tratar de menor de 14 anos e por haver tortura e coação de testemunha no caso do menino Henry. A criança faleceu no último dia 8 de março, vítima de 23 lesões.

A mãe de Henry também está presa, denunciada por homicídio triplamente qualificado na forma omissiva imprópria, com aumento de pena por se tratar de menor de 14 anos e por tortura omissiva, falsidade ideológica e coação de testemunha.

Leia também1 MPRJ denuncia Dr. Jairinho e Monique pela morte de Henry Borel
2 Mensagens indicam que Jairinho e Monique temiam ser achados
3 Monique pediu dinheiro a Jairinho após ser agredida
4 Delegado: Henry rasgou blusa de babá para fugir de Jairinho
5 Novos prints de babá de Henry citam outras agressões à criança

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.