“Também somos vítimas”, diz tio de um dos assassinos

Américo Castro lamentou o triste episódio e pediu perdão às famílias

Pleno.News - 14/03/2019 14h35

Tio de um dos assassinos pede perdão às vítimas Foto: Reprodução

Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, um dos autores do ataque à escola de Suzano, foi enterrado nesta quinta-feira (14). Após o sepultamento, o tio do rapaz, Américo Castro, de 69 anos, pediu perdão às famílias das vítimas. O massacre, classificado como um terrorismo doméstico, custou a vida de 10 pessoas, entre alunos e funcionários.

– Quero pedir perdão público para os pais daquelas crianças. Eu não sei o que aconteceu com o menino. Em nome da família Castro eu peço perdão. Nós também somos vítimas – disse Américo ao G1.

Luiz foi sepultado após uma breve cerimônia de 10 minutos. Cerca de 20 pessoas estiveram presentes. O enterro foi feito pela Prefeitura de Suzano. Já o sepultamento de Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, foi acompanhado por policiais militares e civis.

– Não fizemos um velório em respeito às famílias das outras vítimas. A gente respeita a dor dos pais e mães daquelas famílias. Meu irmão e minha cunhada estão sem condições de falar. Ele era um menino normal, comum. Nós da família estamos muito chocados. Esse não era o Luiz que a gente conhecia.

LEIA TAMBÉM+ Dupla planejou ataque por mais de um ano, diz polícia
+ Victor Sarro, namorado de médica de Suzano, relata caos
+ Moradores fazem vigília pelas vítimas de massacre em escola


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo