Leia também:
X Marco Feliciano apresentará projeto contra homofobia

Suzane von Richthofen deve sair da cadeia no Dia das Mães

Nova decisão judicial permitirá que a detenta consiga ser liberada em datas especiais

Ana Luiza Menezes - 24/04/2019 15h49 | atualizado em 24/04/2019 16h10

Suzane von Richthofen Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu permitir que Suzane von Richthofen volte a ser beneficiada com a saída temporária para passar o Dia das Mães fora da cadeia. A detenta cumpre pena de 39 anos de prisão pelo assassinato de seus pais. Com a revisão da sentença, Suzane poderá sair no próximo dia 7 de maio para ficar na casa de familiares.

Apesar da decisão judicial, o Ministério Público entrará com recurso para impedir a saída de Suzane. A suspensão do benefício tinha acontecido como resultado de uma punição, após ela ter sido flagrada em um casamento, em dezembro do ano passado.

Porém, na decisão divulgada na terça-feira (23), a Justiça considerou que a ida ao casamento não é considerada falta grave, visto que a celebração aconteceu no trajeto em que ela seguia para a casa do atual namorado. O relator José Damião Machado Cogan acatou os argumentos da defensoria de que o festejo aconteceu durante a tarde e as regras da saída temporária não proíbem a participação em eventos sociais.

Se o novo recurso não for revisado, a detenta poderá ser liberada da prisão em outras datas como o Dia dos Pais e celebrações de fim de ano.

Suzane está presa em regime semiaberto na Penitenciária Feminina de Tremembé, no interior de São Paulo. Ela matou os pais, Manfred von Richthofen e Marísia von Richthofen, em outubro de 2002, com a ajuda de Daniel e Cristian Cravinhos.

Leia também1 Ex-bombeiro é preso por integrar grupo de extermínio
2 Maior livraria flutuante do mundo passará pelo Brasil
3 Placa sobre Jesus em SP causa polêmica nas redes sociais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.