Leia também:
X Funcionária de hospital dança com recém-nascido no bolso

Suspeitos de atirar em delegado são presos com submetralhadora

Eles responderão por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas

Thamirys Andrade - 15/08/2023 15h12 | atualizado em 15/08/2023 16h42

Arma apreendida pela polícia Foto: Divulgação / PF

As autoridades prenderam, nesta terça-feira (15), dois homens suspeitos de atirar na cabeça do delegado Thiago Selling Cunha, de 40 anos, durante operação em Guarujá, litoral paulista. Os criminosos estavam com uma submetralhadora, uma pistola, além de dinheiro e drogas.

Segundo informações da coluna Na Mira, do portal Metrópoles, os homens responderão por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. Eles serão encaminhados à Delegacia de Polícia Federal em Santos (SP).

No momento em que atingiram o delegado Cunha, a Polícia Federal realizava incursão na comunidade da Cachoeira. Os suspeitos teriam se escondido dentro de uma casa na comunidade, quando perceberam a presença dos policiais e dispararam contra eles. A bala que atingiu a cabeça do policial foi disparada de uma pistola 9 mm.

Thiago Selling Cunha foi levado ao Hospital Santo Amaro e submetido a uma cirurgia para retirar o projétil.

Leia também1 Policial federal é baleado na cabeça durante ação em Guarujá
2 Funcionária de hospital dança com recém-nascido no bolso
3 Professora é morta e carbonizada no Rio; mãe e filha são suspeitas
4 MC de brega funk e mulher são mortos durante festa em Recife
5 Apagão deixa cidades de mais de 20 estados e do DF sem energia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.