Leia também:
X PL toca paródia de “Baile de Favela” em filiação de Bolsonaro

Suspeito de matar 3 pessoas em GO é “fã de Lázaro”, diz colega

Wanderson Mota Protácio teria matada o esposa grávida, a enteada e um fazendeiro

Thamirys Andrade - 30/11/2021 17h09 | atualizado em 30/11/2021 17h35

Wanderson Mota Protácio - novo lázaro
Wanderson Mota Protácio é procurado por força-tarefa da Polícia Civil Foto: Unidade Prisional Regional de Goianápolis

Suspeito de assassinar a esposa grávida, a enteada de 2 anos e um fazendeiro em Goiás, o caseiro Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, teria demonstrado ser admirador e seguidor do chamado “serial killer do Distrito Federal”, Lázaro Barbosa. Segundo relato de um colega do suspeito, Protácio considerava o criminoso um “herói”.

– Ele falou que era fã do Lázaro. Disse que era seguidor do Lázaro. Eu achei estranho, mas ele considerava o maníaco um herói, que tinha dado trabalho para a polícia de Goiás – relatou a fonte ao portal Metrópoles, que não identificou o entrevistado por uma questão de segurança.

Wanderson vivia com sua família em uma chácara em Corumbá, Goiás, e trabalhava há um mês como caseiro. Apesar dos pedidos dos patrões, ele ainda não havia apresentado seus documentos; por isso, seus chefes cogitavam dispensá-lo.

Segundo o colega, ao contrário de Lázaro, Protácio não tinha conhecimentos de sobrevivência na mata e estava ganhando suas primeiras experiências no cuidado com os animais. A fonte relata que Wanderson era “prestativo, agitado e elétrico” e sempre demonstrava estar disposto a aprender sobre os serviços no campo.

– Era um conversador, mentiroso e vivia rindo – conta.

CRIMES
No último domingo (28), Wanderson teria assassinado sua própria família, degolando a esposa, Raniere Aranha Figueiró, de 19 anos, além de matar a enteada Geysa Aranha da Silva Rocha, de 2 anos e 9 meses. Segundo o portal G1, o homem teria desferido facadas também contra a barriga de Raniere, que estava grávida de 4 meses.

De acordo com o colega, Wanderson já teria demonstrado ter muito ciúme da mulher, e a enteada dava sinais de que tinha medo do padrasto.

– Tinha momentos em que ele era frio. Um dia gritou com a menina. Ela estava assustadíssima. Olhava com medo – lembrou a fonte.

O corpo de ambas foi encontrado na cozinha, onde havia bastante sangue e pratos quebrados. Raniere e Geysa foram sepultadas nesta terça-feira (30), em Corumbá de Goiás.

Logo após assassinar a família, o suspeito teria furtado a arma de seu patrão e ido até uma fazenda vizinha, onde teria matado o proprietário com um tiro na nuca, após ele lhe oferecer comida e refrigerante.

Wanderson também teria tentado estuprar a esposa do fazendeiro e atirado contra ela depois que a vítima correu. A mulher sobreviveu ao fingir-se de morta.

Protácio conseguiu escapar, após roubar a caminhonete do fazendeiro, e está foragido, com uma força-tarefa de cerca de 50 policiais e um helicóptero em seu encalço.

HISTÓRICO
Esta não é a primeira vez que Wanderson Protácio comete crime bárbaro. Ele já havia sido preso em flagrante por tentativa de feminicídio, em 2019. Em seu depoimento, ele admitiu ter esfaqueado as costas da irmã de sua madrasta. Na ocasião, ele afirmou que só parou de desferir golpes, porque a faca se quebrou em três pedaços.

O crime foi cometido no dia do aniversário de 18 anos da vítima, na região de Goianápolis.

Leia também1 "Novo Lázaro de GO": Suspeito de triplo homicídio mobiliza polícia
2 Justiça de SP determina prisão de ex-presidente da Câmara
3 Prefeitura de SP diz que não vai multar show de Claudia Leitte
4 Avião agrícola cai em fazenda, e piloto tem corpo queimado
5 Jairinho entra com ação para recuperar mandato de vereador

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.