Leia também:
X Carnaval: De festa popular à máquina de manipulação

STF libera venda de biografia sobre Suzane Von Richthofen

Ministro Alexandre de Mores derrubou a decisão que proibia a "publicação, divulgação e comercialização" da obra

Henrique Gimenes - 18/12/2019 18h57 | atualizado em 19/12/2019 12h20

STF libera venda de livro sobre Suzane von Richthofen Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (18), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), cassou uma decisão que proibia o lançamento da biografia Suzane Von Richthofen. A obra foi escrita pelo jornalista Ulisses Campbell.

A “suspensão da publicação, divulgação e comercialização” do livro havia sido determinada pela juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) com o argumento de que o texto continha dados sigilosos do processo. A proibição da publicação também havia sido mantida em segunda instância pelo desembargador Damião Cogan, da Quinta Câmara Criminal do TJSP.

No entanto, Moraes considerou a medida como censura e disse que “a Constituição Federal consagra a plena liberdade de manifestação do pensamento, a criação, a expressão, a informação e a livre divulgação dos fatos”.

O advogado de Ulisses Campbell, Alexandre Fidalgo, elogiou a decisão do ministro e ressaltou que o fato representou a defesa da democracia.

– Brilhante a decisão do Ministro Alexandre de Moraes. Enalteceu as decisões paradigmas do Supremo e valorizou a defesa da democracia, permitindo a publicação da obra sobre a história de Suzane. Grande decisão de um grande Ministro – destacou.

No livro, Ulisses Campbell irá relatar o crime planejado por Suzane contra seus pais, Manfred e Marísia Von Richthofen, e também a vida dela na prisão. A obra deve ser lançada em janeiro de 2020.

Leia também1 Richthofen vence recurso e livro sobre sua vida é proibido
2 Suzane Richthofen quer ser pastora quando sair da cadeia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.