Leia também:
X Com risco de geada, mínima chega a 5°C na cidade de SP

SP terá campanhas anuais de vacinação contra Covid-19

Secretário estadual de Saúde acredita que a medida será seguida em todo o Brasil

Pierre Borges - 19/07/2021 12h56 | atualizado em 19/07/2021 13h10

Governo de SP anuncia que vacinação contra Covid será anual
Representantes do governo de SP na entrega de vacinas do Instituto Butantan ao PNI Foto: Governo do Estado de São Paulo

Nesta segunda-feira (19), o secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, anunciou que haverá campanhas anuais de vacinação contra a Covid-19 no estado, começando na data que marca um ano desde o início da vacinação no Brasil. O anúncio foi feito por ele ao lado do vice-governador do estado, Rodrigo Garcia, durante a entrega de mais um lote da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan, ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

– O estado de São Paulo seguramente vai iniciar essa campanha, uma nova fase de vacinação para Covid, a partir do dia 17 de janeiro do próximo ano – disse Gorinchteyn.

Ele reforçou que haverá doses disponíveis todos os anos para a população, mesmo que não haja necessidade comprovada de uma terceira dose de nenhuma vacina contra o coronavírus.

A medida não foi submetida ainda ao Ministério da Saúde, mas o secretário de Saúde de SP acredita que as campanhas serão articuladas com o governo federal para acontecerem no país inteiro.

Gorinchteyn ainda afirmou que, até o dia 17, o Instituto Butantan deverá estar produzindo duas vacinas contra a Covid-19: a ButanVac, que aguarda liberação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a CoronaVac, que não deverá mais depender da importação de insumos para ser totalmente produzida no Brasil.

– Nós precisamos fazer com que haja uma proteção da nossa população de uma forma constante, uma vez que… assim como lá, em 2009, o H1N1, chegou pra ficar e ele ainda está em nosso meio, o coronavírus também estará. Então, dessa forma, nós manteremos de forma constante a proteção da nossa população – avaliou Gorinchteyn, acrescentando que as vacinas também irão progressivamente evoluir, considerando as novas cepas.

Leia também1 Com risco de geada, mínima chega a 5°C na cidade de SP
2 Governo promove enxugamento histórico da máquina pública
3 Covid: Anvisa libera estudo com remédio apoiado por Bolsonaro
4 Asteroide de 220 metros passará pela órbita da Terra esta semana
5 Sergio Moro se refere a Barroso como "grande ministro"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.