Leia também:
X Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 27,9 milhões

Saúde prepara distribuição de doses da vacina da Pfizer

Pasta emitiu nota nesta quinta-feira

Pleno.News - 22/04/2021 21h20 | atualizado em 22/04/2021 21h25

Vacina da Pfizer será distribuída no Brasil Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (22), o Ministério da Saúde informou que se prepara para distribuir o primeiro lote de vacinas da farmacêutica Pfizer contra o novo coronavírus. Uma remessa com 1 milhão de doses deve ser enviada para todo o país em maio.

– A distribuição e a aplicação das vacinas da Pfizer/BioNTech no Brasil serão uma força-tarefa que envolverá todos os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS). O Ministério da Saúde já está fazendo a sua parte, definindo os detalhes da logística e enviando orientações aos estados e municípios sobre os cuidados com as doses, que possuem um armazenamento especial por conta das baixas temperaturas de refrigeração – informou a nota.

A pasta afirmou que capitais terão prioridade no recebimento dos imunizantes porque dispõem de estoques refrigerados adequados às condições necessárias para armazenamento dos imunizantes.

– As vacinas da Pfizer serão entregues aos estados armazenadas entre -25°C e -15°C – as doses podem ficar nessa faixa de temperatura por até 14 dias. Assim que os imunizantes forem colocados na rede de frio nacional (+2°C a +8°C), a aplicação na população deve ocorrer em até cinco dias. Devido ao curto espaço de tempo, o Ministério da Saúde está orientando, para essa primeira remessa, que a vacinação com as doses da Pfizer fique restrita às 27 capitais do país – explicou o texto.

Por conta da refrigeração, a distribuição do lote inicial será feita em duas etapas: primeiramente, serão enviadas aos estados e Distrito Federal as vacinas destinadas para a primeira dose (500 mil). Uma semana depois, as Unidades Federativas receberão os lotes para segunda dose (500 mil restantes).

A vacina da Pfizer tem um intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda aplicação.

PÁTRIA VACINADA
O Ministério da Saúde comprou um total de 100 milhões de doses de imunizantes da Pfizer depois de um acordo fechado com a farmacêutica em março.

A previsão é de que 15,5 milhões de doses cheguem ao Brasil até junho e o restante, até o fim de 2021.

A pasta disse que já iniciou o planejamento para adquirir mais doses da Pfizer para viabilizar a continuidade da vacinação em 2022.

COMPRA DE FREEZERS
O ministério revelou que já está em andamento o processo de compra de 183 freezers de ultrabaixa temperatura (-90°C a -60°C).

– Esse tipo de equipamento é o mais indicado para o armazenamento das vacinas da Pfizer, pois permite que as doses durem por seis meses. O Ministério da Saúde planeja entregar os freezers para as centrais estaduais e os gestores locais vão definir a estratégia de distribuição dos equipamentos em seus territórios – explicou.

A previsão é de que o primeiro lote, com 30 freezers, seja entregue em meados de junho. A aquisição é realizada via Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

*Com informações do Ministério da Saúde

Leia também1 Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 27,9 milhões
2 "É um crime o que fazem no Brasil no tocante à Covid"
3 Alcione toma segunda dose da vacina contra Covid-19
4 Covid-19: Justiça manda governo adotar plano de comunicação
5 Covid: Saiba quem pode tomar os remédios aprovados no Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.