Leia também:
X Confisco do sítio de Atibaia, exigido por juíza, é cumprido

Samarco: PF investiga fraudes em indenizações por Mariana

Suspeitos retiraram registros fraudulentos de pescadores para receber pagamento

Camille Dornelles - 26/02/2019 09h18 | atualizado em 26/02/2019 11h44

Rompimento da barragem deixou 63 mil sem casa Foto: UFMG/Roberto Franco

A Polícia Federal realiza uma operação nesta terça-feira (26) para investigar fraudes em indenizações pagas pela empresa Samarco. Elas se referem à tragédia em Mariana, Minas Gerais. A mineradora foi obrigada a indenizar cerca de 1,4 mil pescadores da região.

Segundo investigações da PF, cerca de 100 pessoas obtiveram licenças falsas de pescador para receberem as indenizações da empresa. Todos foram registrados na Fundação Renova, que realiza os pagamentos.

Os agentes cumprem 24 mandados de busca e apreensão em municípios do Espírito Santo e Distrito Federal. O desvio estimado pelos investigadores é de R$ 7 milhões.

O rompimento da barragem em 2015 é tido como o maior desastre ambiental do país, por causa da quantidade de rejeitos despejados na natureza. A tragédia de Brumadinho foi a maior em número de vítimas.

Leia também1 Missionária em Brumadinho atuou na tragédia em Mariana
2 Relembre cinco tragédias que poderiam ter sido evitadas
3 Governo ordena fiscalização de barragens em todo o Brasil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.