Leia também:
X Bolsonaro vai a cerimônia em homenagem ao Dia do Exército

Rodoviários de Guarulhos e São Paulo farão greve por vacinas

Paralisação começa às 0h desta terça-feira

Pierre Borges - 19/04/2021 16h25 | atualizado em 19/04/2021 16h52

Trens e metrô também podem aderir ao movimento Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

Motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista e de Guarulhos, anunciaram paralisação a partir das 0h desta terça-feira (20), com duração de pelo menos 24 horas. Os profissionais pressionam o governo estadual pela vacinação contra a Covid-19 dos profissionais rodoviários, alegando que se expõem a doença, já que o transporte público não parou desde o início da pandemia.

Outros meios de transporte também estão com funcionamento incerto em São Paulo. No próximo dia 27, os profissionais da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) podem paralisar o funcionamento ferroviário da Companhia. Eles reivindicam a vacinação, um reajuste salarial e a participação nos lucros. Enquanto isso, os trabalhadores do metrô farão uma assembleia virtual a partir das 19h de hoje (19) para definir se vão participar da paralisação ou não.

O Sindmotoristas, que representa motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo, já confirmou o “lockdown do sistema de transporte” (como a greve está sendo chamada por eles). Entretanto, uma reunião está sendo realizada para definir os detalhes sobre a realização da paralisação.

Por meio de nota da assessoria de imprensa, o presidente do Sindmotoristas, José Valdevan de Jesus Santos​, o Valdevan Noventa, informou: “Já tivemos muita paciência. Foram muitos protocolos, pedidos, reportagens, inclusive na TV, e até agora o poder público segue fazendo vista grossa às condições dos ônibus superlotados”.

O presidente do Sincoverg (Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Guarulhos), Orlando Maurício Júnior, afirmou que os motoristas e trabalhadores da cidade também irão aderir à greve, a menos que o governo anuncie alguma mudança no plano de imunização.

No sábado, o governador João Doria (PSDB) enviou um e-mail aos trabalhadores do metrô e da CPTM, afirmando que eles serão vacinados contra a Covid-19 a partir do próximo dia 11 de maio.

Leia também1 Covid: OMS vê alta de contágio "em todas as faixas etárias"
2 Sobre Fundo da Amazônia: "A gente não tem que ser mendigo"
3 Polícia não encontra indícios de que Jairinho agredia Monique
4 Gato é "detido" após tentativa de transportar drogas para presídio
5 Xuxa é criticada por dizer que queria ser negra na próxima vida

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.