Leia também:
X Gabriel Monteiro flagra médico dormindo em UPA e rebate G1

RJ: Designer é encontrada morta em casa com saco na cabeça

Vítima também estava com as mãos amarradas

Gabriela Doria - 12/11/2021 15h55 | atualizado em 12/11/2021 16h44

Thalissa Dourado foi encontrada morta em casa Foto: Reprodução Instagram

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a morte de uma designer de moda de 27 anos, que foi encontrada sem vida na casa onde morava, na cidade de Paraty, Costa Verde do estado. Thalissa Nunes Dourado foi achada em seu quarto, com um saco plástico na cabeça e as mãos amarradas. Ela dividia a casa com uma amiga.

O delegado Marcelo Haddad, titular da 167ª DP, de Paraty, disse ao jornal O Globo que os suspeitos do crime já foram identificados. Ele afirmou que as diligências estão avançadas.

– As imagens já foram analisadas e trouxeram elementos importantes para a investigação. Ouvimos familiares e amigos da vítima, inclusive pessoas que estiveram com ela nos últimos momentos, que estiveram com ela de madrugada – informou.

A colega que dividia a casa com Thalissa contou que a amiga havia ido a um bar local e chegado embriagada em casa durante a madrugada. Ela estava acompanhada de um casal de amigos. A testemunha contou também que ouviu quando Thalissa subiu sozinha para o quarto. Depois disso, ela conta que não ouviu mais nenhum barulho estranho.

Na manhã seguinte, a mulher disse que saiu de casa por volta das 5h, retornando pouco antes do meio-dia. Ao perceber que a amiga iria se atrasar para o trabalho, ela decidiu acordá-la e acabou se deparando com o corpo dela. Desesperada, a jovem então ligou para outra amiga da vítima, e as duas chamaram uma ambulância.

Pessoas ouvidas pelo delegado chegaram a levantar suspeitas de um possível suicídio, já que a designer enfrentava um quadro de depressão. No entanto, as evidências colhidas descartam esta possibilidade.

– Os elementos que colhemos apontam, de forma muito contundente, para um homicídio. Não há mais dúvidas quanto a isso. Já temos suspeitos do crime que estão sendo investigados. Estamos prestes a concluir essa investigação – afirma Haddad.

Leia também1 BH: Homem ataca pessoas em ônibus com faca; mulher morreu
2 Ateliê demite funcionário que acusou miss de tentar dar golpe
3 Tenista desaparece após acusar ex-governante chinês de estupro
4 Defesa de Adélio é bancada por ‘amor ao próximo’, diz advogado
5 Deputado e pastor, João Isidório Filho morre afogado aos 29 anos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.