CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Fundador da Ricardo Eletro é preso por sonegação fiscal

Reabertura das agências do INSS é adiada para 3 de agosto

Com a medida, atendimento remoto seguirá funcionando até o dia 31 de julho

Paulo Moura - 08/07/2020 09h04

INSS prorrogou reabertura das agências Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O governo federal decidiu adiar a abertura das agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que estava programada para acontecer no dia 13 de julho, para o próximo dia 3 de agosto. Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (8), a medida faz com que o atendimento remoto do órgão seja estendido até 31 de julho.

Em nota, o INSS afirmou que o adiamento “foi definido pelos dirigentes da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e do INSS após nova avaliação das informações apresentadas pelo grupo de trabalho responsável pelo plano de ação de reabertura indicar que um número reduzido de agências cumpriria todos os requisitos estabelecidos até a data anteriormente prevista”.

Os atendimentos presenciais foram suspensos no final de março como medida de enfrentamento da epidemia do coronavírus, e já foi prorrogado algumas vezes em razão do andamento da pandemia no Brasil.

Mesmo com a reabertura, o tempo de funcionamento das agências será parcial, com seis horas contínuas, e o atendimento presencial será restrito apenas aos segurados e beneficiários com prévio agendamento pelos canais remotos (Meu INSS e Central 135) e para serviços que não possam ser realizados por meio dos canais de atendimento remotos, a exemplo da perícia médica, avaliação social, reabilitação profissional, justificação administrativa e cumprimento de exigências.

Em todo o Brasil, são 1.525 agências da Previdência Social. Segundo o INSS, antes da reabertura, cada unidade irá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.

Leia também1 Pedido de investigação sobre nota de Heleno é arquivado
2 Prorrogação de receita médica na pandemia vai à sanção
3 Equipes que se aproximaram de Bolsonaro são afastadas
4 PF irá investigar colunista que 'torce' por morte de Bolsonaro
5 Guedes, Ramos e Braga Netto testam negativo para Covid-19

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo