Leia também:
X PM é torturado e leva 8 tiros de criminosos, no Rio de Janeiro

Proibido de usar celular, menino de 13 anos mata mãe e irmão

Caso aconteceu no interior da Paraíba

Pleno.News - 20/03/2022 21h28 | atualizado em 21/03/2022 09h50

Proibido de usar celular, menino de 13 anos matou mãe e irmão Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Em Patos, no sertão da Paraíba, um garoto de 13 anos confessou ter matado a mãe e o irmão a tiros. O caso aconteceu neste sábado (19). De acordo com o depoimento, ele cometeu o crime porque foi proibido de usar o celular para jogar e conversar com os amigos. As informações são do portal G1.

A mãe do menino tinha 47 anos e o irmão mais novo dele, 7 anos. O pai tem 57 anos e está gravemente ferido.

Além de ser proibido de usar o celular, o garoto estaria sendo pressionado para tirar notas boas nos exames escolares.

O menor foi apreendido pouco depois do crime. Ele foi levado para a Delegacia de Homicídios e Entorpecentes da Polícia Civil de Patos e prestou depoimento na presença de uma advogada e de uma parente.

O delegado Renato Leite, que está responsável pelo caso, afirmou que já é possível fazer uma reconstituição dos fatos.

O CRIME
O pai do menino é um policial militar reformado. No sábado, ele foi à farmácia comprar um remédio para a esposa. Porém, pouco antes de sair de casa, tirou o celular do filho.

Quando voltou, o homem encontrou a esposa morta, baleada quando estava deitada. E o filho estava com a arma na mão.

O policial reformado pediu que o garoto soltasse o revólver, mas acabou sendo alvejado no tórax.

O irmão pequeno correu para abraçar o pai e levou um tiro nas costas.

O autor dos disparos chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Inicialmente, ele negou ter praticado o crime.

A polícia achava que o menino tinha sobrevivido a uma chacina. No entanto, ele acabou sendo apontando como suspeito após as investigações.

O menino está na carceragem da Polícia Civil de Patos e aguarda audiência de apresentação. Depois da apreciação judicial, ele deve ser ser enviado para o Centro Especializado de Reabilitação de Sousa.

Leia também1 Instagram de pe. Fábio de Melo é hackeado, e amigos são atacados
2 PM é torturado e leva 8 tiros de criminosos, no Rio de Janeiro
3 Petrópolis aciona sirenes e alerta população sobre efeitos da chuva
4 Homem é preso ao pegar carro da polícia para comprar lanche
5 Vídeo: Incêndio em anexo do Planalto destruiu veículos oficiais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.