CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Bolsonaro ora com religiosos no Palácio da Alvorada

Professora que pediu fim de isolamento recebe ameaças

Fátima Montenegro disse que não param de ligar para ela

Henrique Gimenes - 05/04/2020 20h03 | atualizado em 05/04/2020 20h50

Professora pediu para Bolsonaro interromper a quarentena Foto: Reprodução

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro compartilhou o vídeo de uma professora que, comovida, pedia o encerramento do isolamento imposto para conter a Covid-19. Identificada como Fátima Montenegro, ela apareceu nas imagens visivelmente emocionada, e acompanhada dos filhos, disse que não queria o dinheiro do governo, mas que queria voltar a trabalhar.

Em entrevista ao site Metrópoles publicada neste domingo (5), a professora afirmou que depois do vídeo, alguém divulgou seu número de telefone e que ela passou a receber ameaças.

– Estão me ameaçando, não param de me ligar. Tenho meus dois filhos. Não tive intenção nenhuma, maldade de ninguém. Estou acordada até agora, não dormi nesta noite – apontou.

Fátima Montenegro também negou as acusações de que sua fala foi armada.

– Não conheço o presidente, não foi nada armado. Pedi para ele isso. Na verdade, levei meus filhos para passear. Aí fiquei emocionada. Como vou prover meu lar? Não faço outra coisa a não ser dar aulas. Me deixem em paz. Quero continuar minha vida como era (…) Eu tenho dois filhos, moro sozinha. Estão brincando com a minha vida – ressaltou.

Ao veículo, ela ainda negou que tenha pedido intervenção militar, mas sim que o comércio voltasse a funcionar.

– Por que falei isso? Não pedi intervenção [militar]. Se não estão deixando abrir o comércio, não pode deixar ninguém fazer [nada], põe o exército para pelo menos proteger a gente. Por que vão prender a gente. Não tive outra intenção. Me arrependi tanto de falar isso. Por que não veio polícia na minha cabeça? – explicou.

Leia também1 Bolsonaro ora com religiosos no Palácio da Alvorada
2 Usuários do Twitter apoiam jejum proposto por Bolsonaro
3 Virologista da USP defende uso da hidroxicloroquina

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo