Leia também:
X Joice diz não votar em Bolsonaro “nem com arma na cabeça”

Prefeitura de São Paulo escalona vacinação e lança ‘filódromo’

Público-alvo serão pessoas entre 50 e 59 anos

Pleno.News - 15/06/2021 10h55 | atualizado em 15/06/2021 16h34

Vacinação de pessoas entre 50 e 59 teve início em São Paulo Foto: Governo do Estado de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta terça-feira (15) que a vacinação contra a Covid-19 da população com mais de 50 anos será escalonada nesta semana. A imunização das pessoas entre 50 e 59 anos teve início na capital na segunda-feira (14) e será realizada até o dia 22, mas com idades separadas por dias.

Ainda nesta terça-feira (15), foi anunciado o “filódromo”, uma ferramenta para acompanhar a situação das filas nos postos de vacinação.

Com o escalonamento, o cronograma de vacinação fica assim:

– 58 e 59 anos: 14 e 15 de junho

– 56 e 57 anos: 16 de junho

– 54 e 55 anos: 17 de junho

– 52 e 53 anos: 18 de junho

– 50 e 51 anos: 19 de junho

Caso alguém perca a data para se vacinar, será realizada ainda uma repescagem da semana, nos dias 21 e 22 de junho, quando pessoas entre 50 a 59 anos poderão se imunizar. Essa faixa etária corresponde a mais de 1 milhão e 450 mil pessoas.

Para evitar filas e aglomerações, a gestão municipal lançou o “filódromo”. No site De Olho na Fila (https://deolhonafila prefeitura.sp.gov.br), a população pode acompanhar o movimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nas unidades montadas para vacinar a população, como drive-thru, postos volantes e megapostos de vacinação.

*Estadão

Leia também1 Bolsonaro sobre passaporte de imunidade: "Se passar, eu veto"
2 Vacina AstraZeneca tem eficácia de 64% contra variante Delta
3 Vacinados contra a Covid-19 no Brasil chegam a 55,7 milhões
4 Bolsonaro se reúne com a Pfizer e pede antecipação de vacinas
5 Doria diz que a vacina ButanVac custará R$ 10 por dose

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.