Leia também:
X Malafaia “detona” pedido de Renan Calheiros a Neymar

Prédio de 4 andares desaba no RJ; 4 pessoas já foram resgatadas

Corpo de Bombeiros tenta resgatar outras três pessoas que estão presas sob os escombros

Paulo Moura - 03/06/2021 08h26 | atualizado em 03/06/2021 12h32

Um prédio residencial de quatro andares em Rio das Pedras, Zona Oeste do Rio de Janeiro, desabou na madrugada desta quinta-feira (3), e deixou ao menos quatro feridos, que foram levados ao hospital. Segundo os Bombeiros, duas pessoas ainda estão nos escombros.

Moradores relatam ter ouvido “estalos” por volta das 2h e, mais tarde, “muito fogo”. Os bombeiros do quartel de Jacarepaguá foram acionados às 3h22 para a ocorrência na esquina da Rua das Uvas com a Avenida Areinha. Outros quatro quartéis – Alto da Boa Vista, Barra, Magé e São Cristóvão – dão apoio à operação de resgate.

Em meio ao desabamento, um incêndio também precisou ser contido no local. Além dos bombeiros, estão no local equipes da Secretaria de Assistência Social e da Defesa Civil, além da Guarda Municipal. Prédios vizinhos também foram afetados.

A região de Rio das Pedras é conhecida como um dos lugares com maior atuação das milícias cariocas. Os prédios daquela área costumam ser construídos de maneira irregular, como foi o caso do edifício que desabou e deixou 24 mortos na comunidade da Muzema, ali perto, em 2019.

Apesar disso, ainda não há a confirmação sobre a suposta irregularidade na construção do prédio que desabou nesta quinta-feira.

* Com informações do Estadão

Leia também1 Vingança entre famílias deixa 10 mortos em tiroteio no Egito
2 Com povo faminto, Maduro gasta R$ 300 mil com cantor
3 Embaixada dos EUA no Vaticano exibe bandeira do orgulho LGBT
4 Malafaia "detona" pedido de Renan Calheiros a Neymar
5 Tenente é esfaqueada dentro de quartel da Marinha no RJ

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.