Leia também:
X Explosão durante churrasco deixa duas pessoas feridas

Policial que sofria ameaças é executado por criminosos

Túlio Godoy foi morto a tiros enquanto participava de festa

Pleno.News - 07/09/2020 09h30 | atualizado em 08/09/2020 09h58

Policial militar Túlio Godoy era vítima de ameaças constantes Foto: Reprodução

Neste fim de semana, na noite de sábado (5), um policial militar foi executado a tiros no meio de uma festa em João Pessoa, Paraíba. Túlio Godoy estava na frente da casa de uma amiga, Allana Drelayne, de 19 anos. Ela também morreu no tiroteio.

Um carro branco parou em frente à residência, durante uma festa. Dois homens se aproximaram e atiraram várias vezes em direção ao policial. Túlio faleceu no local. Segundo a Polícia Civil da Paraíba, o caso foi uma execução.

Eles colheram depoimentos de amigos e colegas de Túlio e souberam que ele estava sofrendo ameaças de morte de bandidos há algum tempo. A delegada responsável pelo caso, Vanderleia Gadi, acredita que o motivo foi a retaliação após Túlio e sua equipe apreenderem uma carga grande de drogas e armas no bairro em que ele morava.

– Amigos policiais testemunharam que ele andava preocupado com essas ameaças. Inclusive, tinha comentado isso na própria noite em que morreu – declarou a delegada.

Leia também1 Flordelis: "Existe erro na conclusão das investigações"
2 Coroinha é torturado e morto por criminosos no Ceará
3 Policial reage a assalto em ônibus e mata um dos ladrões
4 Ação policial durante festa clandestina deixa 13 mortos
5 Como funciona o programa de proteção às testemunhas?

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.