Leia também:
X Notícia sobre afinidade com Lula é 100% falsa, diz Brasil Paralelo

Policial que fazia segurança de ACM Neto morre baleado

Alberto Alves dos Santos foi atingido durante operação da PM na Bahia

Thamirys Andrade - 28/09/2022 17h13 | atualizado em 28/09/2022 17h59

Alberto Alves dos Santos

Alberto Alves dos Santos, subtenente da Polícia Militar e segurança do candidato ao governo da Bahia ACM Neto, foi morto durante um tiroteio nesta terça-feira (27), em Itajuípe, na Bahia. Ele foi atingido durante uma operação da PM que estava sendo realizada na região para prender um investigado por assalto a banco.

Na ocasião, Alberto estava acompanhado do sargento da PM, D’Almeida, que também integrava a equipe de segurança de ACM Neto. No momento do tiroteio, ambos os agentes se encontravam em uma pousada da região, onde haviam se hospedado para acompanhar a agenda do político que ocorreria nesta quarta-feira (28).

D’Almeida também foi baleado e está internado no Hospital de Base de Itabuna. Já Alberto não resistiu e morreu no local. Após a tragédia, ACM Neto cancelou as atividades e se solidarizou com as famílias.

Segundo a Polícia Militar, os tiros não tinham relação com a campanha do político, e sim com uma operação realizada com o objetivo de prender um investigado por assalto a banco. O suspeito teria rompido a tornozeleira eletrônica após deixar o Complexo Penitenciário de Lauro de Freitas, durante a tarde desta terça. Após recolher informações de que ele estaria na pousada, a PM foi até o local para realizar a abordagem.

Além dos agentes, outras duas pessoas foram atingidas. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas.

Conforme relatou a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), Alberto e D’Almeida teriam reagido no momento da operação e acabaram baleados. A Corregedoria da PM está investigando o caso.

Leia também1 Esposa é suspeita de participar da morte de agropecuarista
2 Mãe confessa que assassinou as próprias filhas, diz polícia
3 Ex-gerente do Santander usava dinheiro do banco em pôquer
4 Ex-Fazenda, que teve o marido assassinado, recebe ameaças
5 PCDF: Policiais fora de serviço não podem votar armados

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.