Leia também:
X Bolsonaro agradece a Michelle: “Me ajuda a vencer desafios”

Policial federal é morto por companheira com 50 facadas

Mulher tentou simular um latrocínio, mas se entregou à polícia

Monique Mello - 09/08/2022 14h40 | atualizado em 09/08/2022 15h29

Delegacia de Barreiro Foto: Reprodução/Google Street View

Uma mulher de 30 anos foi presa, na noite desta segunda-feira (8), após se entregar e assumir ter matado seu companheiro, um policial federal aposentado de 60 anos, com 50 facadas. O caso ocorreu na Região do Barreiro, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

De acordo com depoimento da mulher, identificada como Kenia Mara do Patrocínio Silva Santos, o episódio se deu no sábado (6), após uma briga do casal motivada por ciúmes, que se iniciou em um bar no Bairro Savassi. Ao retornarem para casa, o aposentado teria agredido a mulher verbalmente, além de dar tapas no rosto e puxar o cabelo. Em seguida, o homem teria pegado duas facas e mandado a companheira deitar-se na cama.

Ainda conforme o relato, Kenia aproveitou um momento de distração do policial, que também era médico, tomou uma das facas e começou a desferir golpes no companheiro. Ela contou que só parou quando viu que o homem não se mexia mais.

Inicialmente, Kenia tentou simular um latrocínio – roubo seguido de morte – , jogando alguns pertences da vítima em um córrego próximo à casa. No entanto, ao acionar um defensor público, orientada por seu irmão, ela foi aconselhada a chamar a polícia para assumir a autoria do crime.

O corpo da vítima permaneceu no quarto da casa de sábado até segunda. A perícia da Polícia Civil constatou 50 facadas na região do tórax e pescoço. A polícia também levantou que Kenia já havia registrado dois boletins de ocorrência contra o aposentado.

Leia também1 Menino de 8 anos mata cunhado com um tiro acidental
2 Caso Bruno Krupp: Mãe de jovem morto passa mal em depoimento
3 Apuração descarta legítima defesa no assassinato de lutador
4 Mulher é presa suspeita de agredir filho com frigideira
5 Mãe e filho são encontrados mortos em sofá abandonado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.