Leia também:
X Justiça do Rio nega habeas corpus ao modelo Bruno Krupp

Polícia pede prisão preventiva de PM que atirou em Leandro Lo

Advogado da família afirmou que o lutador teve morte cerebral confirmada

Gabriel Mansur - 07/08/2022 17h29 | atualizado em 07/08/2022 17h46

Leandro Lo Foto: Reprodução/Instagram

O policial militar Henrique Otávio Oliveira Velozo, suspeito de atirar no lutador de jiu-jitsu Leandro Lo, teve o pedido de prisão preventiva decretado pela Polícia Civil. A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública neste domingo (7). O homem, entretanto, está foragido.

O multicampeão da modalidade foi atingido na cabeça durante uma festa no Clube Sírio, em São Paulo, na madrugada deste domingo. O advogado do lutador, Ivã Siqueira Júnior, disse ao G1 e ao Uol que Lo já teve a morte cerebral confirmada. Hospital e família, no entanto, não confirmaram a informação.

Segundo testemunhas que estavam no evento, houve uma discussão entre Leandro Lo e o PM Henrique Velozo, que estava de folga, durante show do grupo Pixote, dentro do clube, por volta de 2h da manhã.

O advogado Ivã Siqueira diz que Lo brigou com o suspeito e o imobilizou, como tentativa de acalmá-lo. Depois de conseguir se afastar, o homem sacou a arma e atirou na cabeça do lutador. Testemunhas ainda afirmam que o PM teria chutado a vítima caída no chão e fugido.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio pelo 16º Distrito Policial da Vila Clementino. A Polícia Militar disse lamentar o ocorrido e que já abriu um inquérito administrativo para investigar o ocorrido.

O Clube Sírio divulgou nota dizendo que se solidariza com a família de Leandro Lo “pelo lamentável incidente ocorrido na madrugada do dia 7 de agosto de 2022, em um evento realizado por terceiros”.

O clube afirmou também que “está colaborando com as autoridades responsáveis pela investigação e esperamos que o incidente seja esclarecido o mais rápido possível”.

Leia também1 Campeão de jiu-jítsu foi baleado por policial militar de folga
2 Campeão mundial de jiu-jítsu, Leandro Lo é assassinado em SP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.