Polícia acha arma que matou Anderson, marido de Flordelis

Pistola foi encontrada no quarto de um dos filhos da deputada

Pleno.News - 18/06/2019 22h41

Flávio dos Santos, à esquerda de Flordelis, é acusado de ser o mandante do crime Foto: Samuel Santos

A responsável por investigar o assassinato do pastor Anderson do Carmo, delegada Bárbara Lomba, afirmou, nesta terça-feira (18), que a Polícia Civil encontrou a arma utilizada para matar o marido da deputada federal Flordelis. De acordo com ela, o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) ainda irá realizar o laudo final.

A arma, uma pistola 9mm, foi localizada no quarto de um dos filhos da parlamentar, Flávio dos Santos Rodrigues. Ele foi detido pela polícia no enterro de Anderson.

– Na casa, encontramos uma pistola 9 milímetros no quarto ocupado pelo Flávio. Coletamos o padrão balístico da arma e já há uma primeira indicação de que é a arma do crime. Nós achamos hoje na casa a arma utilizada no crime – disse.

No domingo (16), dia do homicídio, os policiais recolheram munições que estavam no local. A delegada informou que utilizou os estojos localizados para comparar com a arma utilizada.

– Os estojos ficam com as marcas da arma. Fizemos tiros com a arma que coletamos e eles foram comparados – apontou.

Bárbara Lomba também negou que o filho de Flordelis tenha confessado o crime.

BUSCAS
Nesta terça-feira (18), policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) e agentes do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) realizaram buscas na casa da deputada federal Flordelis (PSD-RJ). Uma mulher e um homem foram detidos no local e encaminhados para a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI).

O objetivo da ação era localizar o celular do pastor Anderson do Carmo, morto na madrugada deste domingo. O aparelho deveria ter sido entregue às autoridades, mas desapareceu. Mesmo depois de quase cinco horas de buscas, o dispositivo não foi localizado.

TRAIÇÃO
Em entrevista ao Pleno.News, nesta segunda-feira, a cantora e deputada rejeitou a teoria de que Anderson mantinha um relacionamento amoroso fora do casamento.

– Na delegacia me perguntaram sobre alguma suspeita dele estar me traindo. Eu respondi que, pelo que sei, meu marido não estava me traindo. Que eu saiba, nunca vi nada. Disse que poderiam entrar em minhas redes sociais e investigar minha vida com ele. Nós estávamos muito bem. Nunca percebi nenhum envolvimento de meu marido com ninguém. Podem até dizer que eu estou tentando proteger. Mas ele nunca saia sozinho, estava sempre com um filho ou com outro, trabalhando sem parar. Como ele teria tempo para isso? – questionou.

LEIA TAMBÉM+ Polícia leva duas pessoas da casa de Flordelis para depor
+ Flordelis nega que seu filho confessou morte de Anderson


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo