Leia também:
X Justiça do Rio condena Ronnie Lessa por tráfico de armas

PM acusado de atirar em lutador se entrega após pedido de prisão

Secretaria da Segurança informou que policial se apresentou na Corregedoria e será levado à prisão da Polícia Militar

Gabriel Mansur - 07/08/2022 20h27 | atualizado em 08/08/2022 13h36

PM Henrique Velozo Foto: Reprodução/Redes Sociais

O policial militar Henrique Otávio Oliveira Velozo, suspeito de ter atirado e matado o campeão mundial de jiu-jítsu Leandro Pereira do Nascimento Lo, foi preso pela Polícia Civil de São Paulo no início da noite deste domingo (7). Henrique tem 30 anos, enquanto Leandro tinha 33.

O homem se entregou à corregedoria da Polícia Militar após a Justiça estadual ter determinado sua prisão temporária por 30 dias. A informação, confirmada pelo G1, foi repassada pelo delegado-geral da PC, Osvaldo Nico Gonçalves.

Henrique era procurado desde a madrugada deste domingo, quando atirou na cabeça do lutador e fugiu da cena do crime. O advogado da família do atleta, inclusive, informou que ele já teve morte cerebral. Oficialmente, a Secretaria de Saúde não confirma a informação a pedido da família.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo confirmou que o policial se apresentou à Corregedoria e que será levado para prestar depoimento no 17º DP, responsável pela investigação.

– Em seguida, será encaminhado ao Presídio Romão Gomes, permanecendo à disposição da Justiça – diz a secretaria em nota.

O pedido de prisão partiu da Polícia Civil e vale por 30 dias, prorrogáveis por mais 30, caso haja nova solicitação do delegado responsável. A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça confirmou a informação.

RELEMBRE O CASO
O PM é acusado de atirar na cabeça de Lo após uma discussão durante um show no Esporte Clube Sírio, no bairro de Indianópolis, Zona Sul de São Paulo. No documento enviado à Justiça, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo define o policial militar como “autor do homicídio”.

Testemunhas presentes no local alegam que o lutador teve uma discussão com o PM. Para acalmar a situação, Lo, que é multicampeão da arte suave, imobilizou o homem que, após se afastar, sacou uma arma e atirou uma vez na cabeça do lutador.

Após o disparo, o agressor ainda teria desferido dois chutes em Leandro, que já estava no chão e inconsciente. Em seguida, o criminoso fugiu.

Leia também1 Polícia pede prisão preventiva de PM que atirou em Leandro Lo
2 Campeão de jiu-jítsu foi baleado por policial militar de folga
3 Campeão mundial de jiu-jítsu, Leandro Lo é assassinado em SP

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.