Leia também:
X Israel e Líbano chegam a acordo sobre fronteira marítima

PF prende suspeito de estuprar criança e compartilhar imagens

Caso aconteceu no Pará

Pleno.News - 11/10/2022 11h23 | atualizado em 11/10/2022 11h58

PF prende homem suspeito de estuprar criança e compartilhar imagens do crime Foto: Reprodução/Rede Liberal

Nesta terça-feira (11), a Polícia Federal (PF) prendeu um homem suspeito de estuprar uma criança, filmar o crime e compartilhar as imagens por meio de um aplicativo de conversa. O caso aconteceu no Pará. As informações são do G1.

O homem também teria, segundo as investigações, compartilhado pelo menos 2 mil vídeos de pornografia infantil. A identidade dele não foi revelada.

A prisão faz parte da Operação Sparverius, que cumpriu o mandado por estupro de vulnerável no distrito de Outeiro, em Belém (PA).

Na mesma cidade, os policiais também estiveram na casa de outro homem para apreender materiais. Segundo a PF, “há indícios de divulgação de fotos e vídeos de abuso de crianças e adolescentes”.

– A Polícia Federal conseguiu identificar pessoas que estavam compartilhando entre si, bem como para usuários no exterior, conteúdos pornográficos infanto-juvenil – informou o delegado James Miranda, responsável pela investigação.

As investigações continuam. A polícia acredita na possibilidade de que mais vítimas e criminosos sejam encontrados.

Os alvos da polícia poderão responder por estupro de vulnerável, produção, armazenamento e disponibilização de conteúdo pornográfico infantil, se os crimes forem confirmados. As penas podem chegar a 33 anos de prisão.

Leia também1 Apoiado por Lula, governador de Alagoas é afastado pelo STJ
2 Cássia Kis chama o povo para rezar contra ameaça comunista
3 Prefeito de Divinópolis nega ter apoiado Lula: "Muita cachaça"
4 Bolsonaro diz que espera sentir queda no preço do diesel
5 Prefeitos de Manaus e Sorocaba anunciam apoio a Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.