Leia também:
X Senador da Rede vai ao TCU para impedir eventos de Bolsonaro

PF investiga 127 quadrilhas que atuaram em fraudes no auxílio

Investigadores encontraram mais de uma centena de núcleos criminosos atuando em fraudes no auxílio emergencial só em São Paulo

Pleno.News - 04/03/2021 15h04 | atualizado em 04/03/2021 15h10

Polícia Federal Foto: Reprodução

As investigações da Operação Quarta Parcela, que mira fraudes nos benefícios assistenciais pagos pelo governo federal durante a pandemia do novo coronavírus, foram abertas a partir de comunicações das vítimas dos golpes.

Durante o “pente-fino” nas denúncias, os investigadores em São Paulo encontraram indícios de pelo menos 127 núcleos criminosos atuando em fraudes sistemáticas ao auxílio emergencial e aos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), liberado excepcionalmente na pandemia, só no estado.

Ao todo, foram registradas 10,8 mil comunicações de fraudes. Pelas contas das autoridades, o número correspondente a apenas de 10% a 20% do total de golpes. Isso porque muitas pessoas sequer ficam sabendo que seus dados foram usados indevidamente para receber os benefícios.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (9), o delegado Gilberto José Pinheiro Júnior explicou que os fraudadores usam três estratégias principais para aplicar os golpes: cadastros falsos no aplicativo da Caixa, saque nos caixas eletrônicos com cartões clonados e transferências bancárias para contas interpostas abertas com documentos falsos.

Na operação aberta mais cedo, foram mobilizados 97 policiais federais para buscas em 28 endereços no Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. A Justiça também autorizou o sequestro de mais de R$ 170 mil em bens dos investigados.

Além do bloqueio do dinheiro, telefones e computadores vêm sendo rastreados pelo núcleo de inteligência da Polícia Federal. Na outra ponta, empresas gerenciadoras de pagamentos e operadoras de telefonia têm colaborado com as investigações, segundo a PF.

*Estadão

Leia também1 Marcos Mion vai "estrear" na Globo com Tatá Werneck
2 Polícia indiana fecha Taj Mahal após falso alerta de bomba
3 Senador da Rede vai ao TCU para impedir eventos de Bolsonaro
4 Bolsonaro: 'Doses da vacina da Pfizer chegam em abril'
5 Justiça de SP absolve Ricardo Salles em ação por improbidade

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.