“Pastora” Juliana Salles é presa pelo homicídio dos filhos

Ela é mãe dos meninos Kauã e Joaquim, mortos em Linhares em abril

Pleno.News - 20/06/2018 10h53

Juliana Salles foi presa por participação no homicídio dos filhos Montagem: Pleno.News

A pastora Juliana Salles foi presa na madrugada desta quarta-feira (20) pela polícia de Minas Gerais na cidade de Teófilo Otoni. O pedido de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Linhares, Espírito Santo, nesta segunda (18), quando Juliana começou a ser procurada pela Justiça.

+ Casal teria premeditado crime para receber fiéis
+ Para juiz, Juliana sabia que filhos sofriam abusos

Ela estava na casa do advogado da família, de acordo com a Polícia Civil. Seu filho, de 2 anos, foi encaminhado para o Conselho Tutelar já que o pai, o pastor George Alves, continua preso suspeito de molestar, agredir e matar o filho Joaquim, de 3 anos, e o enteado Kauã, de 6.

Segundo a denúncia judicial, apesar de estar viajando no dia da tragédia, ela sabia do risco que os meninos corriam com o pastor George dentro de casa. Juliana responderá por duplo homicídio, duplo estupro de vulnerável e fraude processual. Ela deve ser transferida para o presídio de Colatina, no Espírito Santo, ainda nesta quarta.

DEPOIMENTO NA CPI
Na semana passada, seus advogados pediram o adiamento do depoimento que Juliana daria à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos. Com a prisão, deve ser agendada uma nova audiência e, neste dia, ela ficará frente a frente com o marido.

LEIA TAMBÉM+ "Perversa também", diz pai de Kauã, após prisão de Juliana
+ MP apresenta denúncia para manter George preso
+ George Alves está depressivo e segue dizendo ser inocente