Leia também:
X Mulher confessa que espancou bebê por ciúme do marido

Pastora é morta a tiros dentro de igreja enquanto pregava

Autor dos disparos é ex-marido da vítima

Rafael Ramos - 28/08/2019 16h36 | atualizado em 29/08/2019 13h55

Pastora foi executada pelo ex-marido Foto: Reprodução

A pastora Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça foi morta a tiros pelo ex-marido, na noite desta terça-feira (27), enquanto pregava na Igreja Pentecostal Bandeira da Vitória, em Aquiauana, no Mato Grosso do Sul.

O crime foi cometido na frente dos fieis. O homem, identificado como Carlos Alberto Mendonça, de 58 anos, invadiu a igreja e efetuou seis disparos. Três atingiram Rose Meire, mais conhecida como Cida, que chegou a ser levada a um pronto-socorro, mas a mulher de 48 anos acabou não resistindo.

Carlos Alberto foi encontrado, ma madrugada desta quarta (28), por um dos filhos em uma casa nos fundos da igreja. Ele esfaqueou no próprio peito e foi internado em estado grave. Entretanto, ele conseguiu prestar depoimento e confessou à polícia que não aceitava a separação ocorrida há duas semanas.

Há 14 dias, Rose fez um boletim na Delegacia da Mulher. A pastora estava com uma medida protetiva que determinava que o ex deixasse a casa onde viviam.

Ao periciar o celular do assassino, a polícia descobriu que ele pegou 3 mil reais emprestados de um agiota para comprar a arma do crime. A pistola ainda não foi encontrada. Carlos Alberto teria deixado inclusive uma carta de despedida para o filhos.

* Atualizada às 13:53 de 29/08

Leia também1 Mulher confessa que espancou bebê por ciúme do marido
2 Jovem que acabou de tirar a CNH bate em viatura da PM
3 "Tenho colaborado para que esse caso seja solucionado"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.