Leia também:
X Evento na ALERJ tem Bandeira do Brasil com palavrão

Para defender mãe de agressões, criança esfaqueia o próprio pai

Criança de 10 anos tentou defender a mãe e desferiu um golpe de faca na barriga do pai

Marcos Melo - 07/12/2022 16h29

Camisa com marcas de sangue Foto: Divulgação/PCGO

A fim de defender a mãe de uma agressão, um menino de 10 anos esfaqueou o próprio pai na barriga, em Uruaçu, no norte de Goiás. O homem estaria alcoolizado e teria agredido a esposa, que disse enfrentar uma crise conjugal. O episódio ocorreu na noite do último domingo (4).

Segundo o delegado que investiga o caso, Peterson Amin, a Polícia Militar de Goiás foi chamada para atender a ocorrência e, chegando ao local, estavam somente o homem ferido e a mulher, que disse não ter havido agressão. A criança foi retirada do local por familiares.

O delegado informou que o homem foi direcionado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Estadual do Centro-Norte Goiânia (HCN), onde permanece internado e seu estado de saúde é estável. A família foi conduzida à delegacia por falta de provas.

De acordo com o site Metrópoles, o delegado relatou que não haverá responsabilidade criminal, já que a criança não teve intenção de matar o pai, mas apenas defender a mãe da agressão. O homem não foi autuado em flagrante em razão do estado de saúde.

A conselheira tutelar Keila Silva falou à TV Anhanguera que a criança não possui histórico de agressividade, nem passagem pelo Conselho Tutelar ou pela polícia. De acordo com Keila, a confusão começou quando a mulher voltava da igreja e decidiu buscar o marido, que estava bebendo na casa da irmã. A mulher disse à conselheira que o marido estava embriagado e queria dirigir o carro cheio de crianças. Ela não aceitou e eles discutiram.

A profissional contou que o marido não aceita que a esposa tenha redes sociais. Ela teria publicado uma foto com o filho e ele questionou sobre a postagem, dando início a briga. No momento em que ele deu tapas e socos na esposa, a criança foi até a cozinha, pegou a faca e o golpeou na barriga.

Keila também relatou que o menino está em choque e não entendeu o que fez e que sua intenção foi apenas defender a mãe e colocar fim às agressões.

– A criança vai continuar com a mãe, e o pai não vai voltar para casa. Ela vai fazer uma medida protetiva, e esse é o fim do casamento. A criança vai estar segura, o que puder fazermos de monitoramento, segurança e proteção vamos fazer – destacou a conselheira.

A mãe da criança ressaltou que o marido tem caráter violento e, há três meses, ela vinha sofrendo agressões, mas temia pelo momento de terminar o relacionamento. O homem possuía arma guardada no cofre em casa. Ela está legalizada e tem registro, mas foi apreendida, segundo o delegado.

Leia também1 Jornalista lança livro Flordelis: A Pastora do Diabo e revela rituais
2 Repórter vai às lágrimas e diz que Marcius Melhem é inocente
3 Ashton Kutcher chora ao falar do irmão gêmeo com paralisia
4 Viúva de Guilherme de Pádua foi internada após ameaças
5 Pais não deixam bebê receber "sangue vacinado" contra Covid

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.