CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X No Rio, médica é agredida por reclamar de festa clandestina

Pai de Paulo Bilynskyj diz que filho ‘é vítima’ e pede orações

Delegado diz que namorada o baleou e depois cometeu suicídio

Gabriela Doria - 01/06/2020 18h01

Paulo Bilynskyj e a namorada, a modelo Priscila Delgado Foto: Reprodução

O pai do delegado Paulo Bilynskyj afirmou, em um vídeo divulgado nas redes sociais, que o filho “é a vítima” do crime que ainda está longe de ser elucidado. Em 20 de maio, o delegado foi encontrado em seu apartamento com seis tiros e sua namorada, Priscila Delgado, estava morta com um tiro no peito.

– Meu filho, que é vítima dos disparos, ainda não foi ouvido. Eu peço as orações de vocês e que a mídia apure verdades, sem invenções – pediu.

O homem também pediu orações pelo filho e agradeceu pelas doações de sangue.

– Meu filho permanece internado. Agradeço os mais de 200 doadores de sangue e equipe do hospital, que deram ao meu filho a chance de viver – disse.

Dias após o crime, Paulo Bilynskyj gravou um vídeo do hospital. Nele, o delegado afirma que a namorada teria atirado contra ele e depois cometido suicídio. A versão de Paulo, no entanto, entra em conflito com o laudo necroscópico feito no corpo de Priscila, que diz, com base na trajetória da bala, que o tiro não foi efetuado pela modelo. O pai de Paulo Bilynskyj negou que este laudo exista.

A Polícia Civil não descarta a hipótese de feminicídio, mas também trabalha com a possibilidade de tentativa de homicídio seguida de suicídio, como Paulo sustenta.

Leia também1 Após briga, delegado é achado baleado e namorada morta
2 Caso Bilysnkyj: Laudo descarta hipótese de suicídio da modelo
3 Caso Bilynskyj: Mensagens de ex teriam motivado crime
4 Sem laudos, polícia vê versão de Bilynskyj como verossímil
5 E. Bolsonaro pede doação de sangue para delegado baleado

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo