Leia também:
X PT cria campanha contra a corrupção e vira chacota na web

Pai baleado pelo filho de 13 anos recebe alta hospitalar

Sargento da Polícia Militar continua sem o movimento das pernas

Monique Mello - 10/04/2022 13h08 | atualizado em 11/04/2022 12h26

Pai, mãe e irmão ao lado do adolescente de 13 anos Foto: Arquivo Pessoal

O sargento da Polícia Militar que foi baleado pelo filho de 13 anos, logo após o jovem matar a mãe e o irmão, recebeu alta hospitalar neste sábado (9). Benedito da Silva de Araújo, de 56 anos, estava internado no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, na Paraíba.

O policial deu entrada no hospital em 19 de março, quando seu filho adolescente cometeu o crime bárbaro contra a família. Mesmo em alta médica, o sargento permanece sem sentir as pernas, com quadro de paraplegia. Ele encontra-se com uma bala alojada na coluna.

– Os membros inferiores ainda se encontram sem sensibilidade motora e sensitiva. Não movimenta, nem sente as pernas – explicou o cirurgião-geral do Hospital, Caio Guimarães.

Ainda segundo o médico, o policial precisará passar por tratamento multidisciplinar com a participação de fisioterapia, enfermagem e neurologia e acompanhamento médico frequente para tentar recuperar a movimentação dos membros inferiores.

Leia também1 Pai de Oswaldo Eustáquio morre aos 89 anos, em Curitiba
2 Pais protestam contra professor que hostilizou aluno em escola
3 Maurício Meirelles sofre assalto à mão armada em São Paulo
4 Dubladora da Dona Clotilde morre aos 83 anos, em São Paulo
5 Diretor é afastado por barrar aluno trans em banheiro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.