Leia também:
X RJ: Menino de 2 anos entra e fica preso em máquina de brinquedo

Padre aceitou “casar” modelo brasileiro com nove mulheres

Cerimônia foi simbólica, pois no Brasil a poligamia é considerada crime

Thamirys Andrade - 17/08/2022 16h07 | atualizado em 17/08/2022 16h35

Caso aconteceu em São Paulo Foto: Divulgação

O modelo brasileiro Arthur Medeiros, de 37 anos, vem chamando atenção nas redes sociais por manter relacionamento com oito mulheres. O grupo – que ainda incluía uma outra mulher que deixou o relacionamento por ciúmes – se casou em novembro, em uma cerimônia simbólica em São Paulo. Em entrevista ao jornal O Globo, Arthur contou que teve que buscar 83 igrejas até finalmente encontrar um padre que decidisse realizar a cerimônia. O modelo se recusa a informar o nome do líder religioso e da igreja para evitar “ataques preconceituosos”.

Na ocasião, os nove noivos não puderam assinar nenhum tipo de documento que comprovasse a união, pois no Brasil, a legislação considera a poligamia um crime. Dessa forma, Arthur só é de fato casado no civil com uma das suas oito mulheres: a influenciadora digital Luana Kazaki, com quem se relacionou antes de todas as outras.

Os nove vivem atualmente em uma mansão de quase mil metros quadrados em João Pessoa. Segundo Arthur O Urso, como é conhecido, o muro de sua casa foi recentemente pichado com os dizeres “família do demônio”.

– Eu fico muito surpreso com essa situação, porque eu nunca fiz mal a ninguém e só quero ter a liberdade de viver o amor que eu acredito. Estou acostumado a ouvir frases semelhantes na internet, mas ter o muro da minha casa pichado é algo que precisa ter medidas legais cabíveis. Estamos com medo de tentarem fazer algo diretamente contra nós – disse.

Arthur afirma que sempre soube que não queria ser monogâmico, e, depois de sete meses se relacionando com Luana, os dois decidiram aceitar outras mulheres na relação.

– Depois de sete meses juntos, eu e a Luana, quando decidimos que viveríamos um amor livre, fomos para São Paulo, para fugir dos preconceitos. A única com que sou casado no civil é com ela, com minhas outras esposas casei simbolicamente – contou.

Ao falar sobre a rotina em sua casa, ele conta que suas esposas não são apenas amigas, mas existe “amor e carinho” entre elas.

– Vez ou outra nós nos envolvemos entre si no mesmo ambiente. Vivemos como uma família comum, todo mundo faz tudo dentro de casa. A única diferença é que o amor que sinto é diferente pela Luana, por nossa relação de anos, mas não vai demorar muito para o sentimento ser igual com todas – relatou.

Anteriormente, o grupo era formado por nove mulheres, mas uma delas, Agatha, decidiu deixar a relação porque não queria dividir o marido com as outras.

– Ela queria me ter só para ela, mas ela sempre soube que eu não sou monogâmico. Fiquei muito triste com a separação e ainda mais surpreso com a desculpa dela de dizer que queria voltar a ser apenas um casal. Minhas outras esposas acharam que sua atitude estava errada e que ela aceitou o casamento por aventura e não por sentimentos reais – acrescentou.

O modelo afirma que sonha em se casar com mais duas mulheres e ter um filho com cada uma de suas parceiras.

Leia também1 RJ: Menino de 2 anos entra e fica preso em máquina de brinquedo
2 Câmara nega recurso, e Gabriel Monteiro será julgado nesta 5ª
3 Menino morre esfaqueado após tentar defender a mãe
4 Influenciador morre aos 32 anos por complicações da Covid-19
5 Suspeitos de golpe em idosa são presos: "A gente não é do mal"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.