Leia também:
X Bolsonaro: “Globo trata melhor aqueles dispostos a pagar mais”

Otoni “comemora” um ano de bloqueio nas redes sociais

Candidato colocou nariz de palhaço e levou um bolo decorado com plaquinhas de "censurado"

Pleno.News - 26/08/2022 15h57 | atualizado em 26/08/2022 17h56

Otoni de Paula em protesto contra confisco de suas redes sociais Foto: Arquivo Pessoal

O deputado federal e candidato à reeleição Otoni de Paula (MDB-RJ) fez um protesto bem humorado para marcar a data de um ano de bloqueio de suas redes sociais. Em campanha no camelódromo do Centro do Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira (26), o candidato colocou nariz de palhaço e levou um bolo decorado com plaquinhas de “censurado”. No lugar do parabéns pra você, cantou a música Liberdade, liberdade. Abra as asas sobre nós.

O deputado teve seus perfis no Facebook, Instagram, Twitter e YouTube cancelados por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes sob acusação de “supostos ataques à democracia”. As contas foram excluídas depois de Otoni ter sido alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal, em operação contra pessoas consideradas como organizadoras nos atos de 7 de Setembro do ano passado.

– A Polícia Federal esteve na minha casa não porque sou bandido, mas porque encarei a ditadura da toga. Há um ano tive todos os meus sigilos quebrados e não encontraram nada, e não vão encontrar porque não tenho rabo preso. Mas estou há um ano com as redes sociais bloqueadas. Este é um protesto bem humorado porque, se não adianta chorar, vamos rir. No final a democracia sempre valerá a pena – discursou Otoni, que puxou o coro de Liberdade, liberdade. Abra as asas sobre nós.

Otoni de Paula em protesto contra confisco de suas redes sociais Foto: Arquivo Pessoal

Em crítica à recente operação do STF contra empresários, acusados de suposta conspiração golpista num grupo de WhatsApp, Otoni de Paula leu na íntegra o editorial do Jornal da Band, que foi ao ar na edição de quarta-feira (24).

Trecho dito pelo jornalista Eduardo Oinegue diz que a ação contra empresários não é mais um caso: “Alexandre de Moraes enlouqueceu, passou a achar que tem o poder quase divino sobre a vida das pessoas. É por esse motivo que a gente não pode tratar esse caso como outro qualquer. Há o lado lunático nessa história, e a gente tem o direito de saber qual é”.

O pai de Otoni de Paula, que é candidato a deputado estadual, finalizou o protesto com uma oração pelo Brasil, pedindo que Deus interceda pela liberdade no Brasil.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Pleno.News (@plenonews)

Leia também1 Fux: "Tenho absoluta certeza de que não haverá nenhum golpe"
2 Bolsonaro: "Moro podia ser meu vice, mas poder subiu à cabeça"
3 JN: Bolsonaro foi interrompido três vezes mais que Lula e Ciro
4 Moraes proíbe propaganda do governo sobre a Independência
5 Jair Bolsonaro sobre debate da Band: "Devo ir no domingo"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.